Agronegócio

Debate sobre sustentabilidade do agronegócio

Faculdade de Tecnologia CNA, que funciona no Palácio da Agricultura, em Brasília, foi palco de um debate sobre “Sustentabilidade do Agronegócio na Prática”.
Por:
522 acessos

Na noite desta terça-feira, 31 de maio, a Faculdade de Tecnologia CNA, que funciona no Palácio da Agricultura, em Brasília, foi palco de um debate sobre “Sustentabilidade do Agronegócio na Prática”.  Aproximadamente 100 alunos do 1º, 3º e 5º semestres do Curso de graduação em Tecnologia em Agronegócio tiveram a oportunidade de ouvir palestras e debater com os professores. “Nem sempre temos tempo de participar desse tipo de discussão em sala de aula. A dinâmica do evento facilita o entendimento e a reflexão”, conta Priscila Vieira de Azevedo, aluna do 5º semestre do curso de graduação.

A abertura da II Jornada Acadêmica foi realizada pelo Diretor da Faculdade de Tecnologia CNA, Abdon Soares de Miranda Júnior. “Essa faculdade nasceu sob a égide de instituições sagradas, como a CNA, o SENAR e o Instituto CNA. Essas entidades fizeram a história do setor agropecuário deste país. É uma oportunidade única para nossos alunos debaterem a sustentabilidade do setor com quem entende de agronegócio”, disse.

O primeiro palestrante da noite, Rafael Alberton, assessor técnico da CNA, que traçou o  cenário econômico e sustentável do agronegócio,  com números e histórias ocorridas ao longo dos anos. “O Brasil é a sétima maior economia do mundo. Somos uma potência mundial. Dos 10 principais produtos que o Brasil exporta hoje, 8 estão relacionados ao setor agropecuário”, enfatizou.

O assessor técnico disse também que a tecnologia é a base do desenvolvimento da agropecuária brasileira nos últimos 40 anos. Segundo dados da CNA, no período, a produção cresceu 345,2%, enquanto a área plantada cresceu apenas 56,5%. Ou seja, a produtividade evoluiu 184,5%. “Temos tecnologia, produtividade e consciência ambiental. Mas, no momento, enfrentamos a inflação, que está em 10,7% ao ano e isso afeta o índice geral de preços e o setor como um todo”, explicou Rafael Alberton.

Outro palestrante da noite, Fernando Rati, professor da Faculdade, falou sobre o caso de sucesso do selo “algodão sustentável”.

Segundo Fernando Rati, a área plantada de algodão reduziu muito de um ano para o outro. A safra 2014/15 apresentou uma redução média de área cultivada de 8% e uma consequente redução de produção de 7,4% em relação à anterior. “Estamos reféns do preço nacional e internacional. Mas temos trabalhado para tornar a cotonicultura brasileira cada vez mais competitiva e reconhecida pela sua qualidade e responsabilidade social e ambiental, tanto no cenário nacional quanto internacional. Hoje o algodão brasileiro tem selo de qualidade e é adquirido pelas melhores marcas internacionais para confecção de roupas e outros itens”, afirmou o assessor.

Os professores Daniel Trento e Fabiano Cóser fizeram a mediação do debate. Os docentes presentes no evento, além dos palestrantes e debatedores: Camila Soares Braga, Emmanuel Aldano de França Monteiro, Joaci Franklin de Medeiros, José Geraldo Campos Trindade, Muro Ribeiro Barbosa e Tafarel Carvalho de Gois.
Palavra dos alunos

“As palestras nos deram uma visão mais ampla e sistemática do agronegócio. Sairemos dessa faculdade como médicos clínicos gerais, prontos para escolher uma especialização. Debates como este são fundamentais para enriquecer a nossa jornada acadêmica” – Glauber Gomes, estudante do 3º semestre do Curso de graduação em Tecnologia em Agronegócio.

“Os alunos só tem a ganhar por esse contato com profissionais tão competentes e especializados, que entendem do setor. Gostei da dinâmica do evento” – Olivan de Jesus, estudante do 5º semestre do Curso de graduação em Tecnologia em Agronegócio.

“Há um tempo, tivemos um passeio para uma fazenda. E hoje, em sala de aula, conseguimos ter um panorama geral dos valores e da colocação do setor perante o mundo inteiro” – Gleybson Oliveira dos Santos, estudante do 1º semestre do Curso de graduação em Tecnologia em Agronegócio.

Continuação do debate

A II Jornada Acadêmica termina nesta quarta, dia 01/06. Confira a programação:
Das 19h15 às 20h45 – Palestra nº 1: Sustentabilidade Econômica na Agricultura Moderna. Apresentador: Alan Malinski (Núcleo Agrícola CNA)
Das 20h45 às 21h – Coffee Break
Das 21h00 às 22h – Debate / Palestrantes e Professores FATECNA

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink