Déficit hídrico e pequena valorização marcam a semana da soja no RS
CI
Agronegócio

Déficit hídrico e pequena valorização marcam a semana da soja no RS

Algumas lavouras apresentam dificuldades no estabelecimento das plântulas
Por:
A semeadura da soja evoluiu de forma mais satisfatória, uma vez que os produtores se beneficiaram da umidade resultante das chuvas ocorridas ainda nos dias 21 e 22 de novembro, nas principais regiões produtoras, localizadas mais ao norte do Estado. Contudo, informa o Conjuntural, elaborado pela Emater/RS-Ascar, recentemente, a prática foi interrompida devido à intensificação da deficiência hídrica.


Nesse sentido, algumas lavouras implantadas por último, embora emergidas, vêm apresentando sérias dificuldades no estabelecimento das plântulas. Esse fato é mais perceptível em áreas de solo raso e nas implantadas sob o método convencional (com arado e grade).


Quanto aos preços, dependendo da praça e da cotação cambial no dia da negociação, a saca de 60 kg foi comercializada pelo produtor entre um mínimo de R$ 39,50 e um máximo de R$ 47,00. A variação em relação à semana anterior (24/nov - 01/dez) foi de +0,54%, o que fixou o preço médio estadual para a semana em R$ 41,32.


As informações são do Informe Conjuntural da Emater/RS-Ascar.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.