Suínos

Demanda aquecida impulsiona cotações do suíno no sudeste do país

Segundo os pesquisadores, no estado de São Paulo, todos os tradicionais cortes de festas também têm apresentado altas nos preços
Por:
40 acessos

De acordo com análise semanal do Cepea, com a proximidade do fim de ano e à expectativa de aquecimento nas vendas de carne suína, alguns frigoríficos já estão formando estoques, impulsionando os preços das carnes e dos cortes, principalmente nas praças acompanhadas pelo Cepea no Sudeste do País.

Essa valorização no atacado, por sua vez, já é vista também para o animal, que registra oferta ajustada frente à reação na demanda. Na região de SP-5 (Bragança Paulista, Campinas, Piracicaba, São Paulo e Sorocaba), o suíno foi cotado a R$ 4,12/kg na quinta-feira, (16/11), alta de 1,2 % frente a quinta anterior. 

Segundo os pesquisadores, no estado de São Paulo, todos os tradicionais cortes de festas também têm apresentado altas nos preços, com destaque para o lombo, que se valorizou 2,6% no mesmo período de comparação, indo a R$ 10,27/kg na quinta. No atacado da Grande São Paulo, as cotações da carcaça especial também subiram, 1,1% em sete dias, a R$ 6,38/kg na última quinta, (16/11).

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink