Agronegócio

Demanda chinesa cai e EUA exportarão menos algodão

As exportações de algodão dos Estados Unidos devem ficar 1,2% menor do que o previsto
Por: -Redação
1 acessos

As exportações de algodão dos Estados Unidos devem ficar 1,2% do que o previsto no mês passado por causa da queda demanda da China, o maior consumidor mundial da fibra, informou o governo americano.

Os produtores de algodão dos EUA vão remeter 16 milhões de fardos durante o ano comercial iniciado em 1 de agosto, comparativamente aos 16,2 milhões previstos em novembro, informou nessa segunda-feira (11-12) o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). A estimativa da safra dos EUA, de 21,3 milhões de fardos, permanece inalterada em relação à do mês passado.

Os estoques de passagem em agosto eram estimados em 6,3 milhões de fardos, com alta de 5% em relação à previsão do mês passado. Um fardo tem 480 libras-peso, ou 226,8 quilos. "As remessas para a China continuam menores que as do mesmo período do ano passado", informa o relatório.

Os contratos futuros de algodão para entrega em maio subiram 2,56%, 1,35 ponto na Bolsa de Nova York, em sua primeira alta dos últimos seis pregões. Um fechamento a 555 centavos de dólar a libra peso significará a maior valorização intradiária já registrada este mês. Até ontem, o algodão tinha caído 11%. Em 12 de junho foi registrada a maior alta dos últimos dois anos.

A retração, desde então, se deveu à queda das exportações do produto norte-americano e às expectativas de que a China colheria uma safra recorde.

A produção chinesa prevista para dezembro aumentou para 30,5 milhões de fardos, a partir dos 30 milhões de fardos de novembro. A projeção das importações de algodão por parte da China neste ano caíram para 17,25 milhões de fardos em dezembro, a partir dos 17,5 milhões estimados em novembro. A China importou 19,28 milhões de fardos de algodão no ano passado, segundo o relatório do USDA.

A média das estimativas de oito analistas ouvidos pela Bloomberg apontava para 15,85 milhões de fardos em exportações do produto norte-americano, diante de uma produção de 21,3 milhões de fardos. Eles previram estoques finais de 6,36 milhões de fardos.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink