PARA FICAR

Demanda e lucro de orgânicos cresce

Demanda por orgânicos é geracional
Por: -Leonardo Gottems
362 acessos

Reportagem da revista Successful Farming destaca que a geração dos milennials, nascida entre o final dos anos 70 e início os anos 90, determinarão o que os produtores cultivarão. E o que essa geração quer são produtos orgânicos e naturais.

“O que eles querem, cada vez mais, são alimentos étnicos, orgânicos, certificados como naturais”, afirmou Dave Ross, gerente de operações e vendas da Great Harvest Organics, uma companhia irmã da Beck’s Hybrids. Os millennials são a principal razão pela qual as vendas de orgânicos continuarão crescendo. Em 1997 era um mercado de US$ 3,6 bilhões nos Estados Unidos e em 2015 foi a US$ 43 bilhões.  

“Se eles quiserem um animal alimentado com milho orgânico, é um mercado que os produtores podem capturar. A produção orgânica de cultivos é uma decisão de negócios”, afirmou Ross.

Nos Estados Unidos, há muito espaço para crescimento desse mercado. Cerca de 60% da soja orgânica consumida no país é importada e no caso do milho é de 40%. Para Ross, trata-se de um negócio lucrativo. “Enquanto o preço de milho como commodity flutuou entre US$ 3 a US$ 3,50 por bushel nos últimos anos, os preços de milho orgânica variaram entre US$ 8 e US$ 12 por bushel”, comentou Ross.

No caso do produtor Scott Ausborn, de Iowa, por exemplo, houve um aumento no valor da produção da sua fazenda de 600 acres. “Nos dias de hoje, tenho uma pequena fazenda. Mas com orgânica, você pode sustentar uma família com poucos acres”, disse o produtor que aderiu a produção orgânica em 2015 depois de 30 anos de produção convencional.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink