Depois do incêndio no algodão empresa quer retomar atividades
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,632 (-1,41%)
| Dólar (compra) R$ 5,51 (-1,34%)

Imagem: Blog do Braga

NO ALGODÃO

Depois do incêndio no algodão empresa quer retomar atividades

A empresa responsável ainda não divulgou os prejuízos que devem somar bilhões de reais
Por: -Eliza Maliszewski
392 acessos

No último domingo fardos de algodão que estavam no pátio de uma empresa em Luis Eduardo Magalhães, na Bahia, foram completamente queimados. A operação de combate às chamas durou até esta segunda-feira (14). No entanto os trabalhos de rescaldo seguem no local. Conforme o Portal Agrolink noticiou o fogo teria começado em uma vegetação próxima atingindo o depósito de algodão.

VEJA: Incêndio destrói depósito de algodão

Os moradores de LEM relatam forte cheiro na região. O produto estava no Centro Industrial do Cerrado, distante 8 Km do centro da cidade. A empresa responsável, Louis Dreyfus Company (LDC), ainda não divulgou os prejuízos que devem somar bilhões de reais.

Por meio de nota informou que o Corpo de Bombeiros e das empresas do Plano de Apoio Mútuo (PAM) trabalharam intensamente e que na oportunidade a unidade foi prontamente evacuada e nenhuma pessoa foi ferida. “A LDC agradece seus colaboradores, parceiros e clientes pelo apoio e mensagens de solidariedade. A empresa está trabalhando para reestabelecer as operações no local e reitera que vai honrar seus contratos comerciais”. 
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink