Deputados gaúchos preocupados com os rumos da COP7

Agronegócio

Deputados gaúchos preocupados com os rumos da COP7

No Rio Grande do Sul, o tabaco representou 9,2% do total exportado em 2015
Por:
956 acessos

A Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo (CAPC) da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul promove audiência pública nesta quinta-feira, 19 de maio, para tratar sobre a participação brasileira na 7ª Conferência das Partes (COP7) da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco (CQCT), que será realizada em novembro deste ano, em Nova Delhi, na Índia.
 
O evento inicia às 10 horas, na Sala da Convergência do Fórum Democrático Adão Pretto, na Assembleia Legislativa gaúcha, e reunirá deputados e representantes de entidades e empresas do setor produtivo. O presidente da Comissão, Adolfo Brito, e os deputados Marcelo Moraes, Edson Brum, Elton Weber e Pedro Pereira são proponentes da audiência.

 
Dada a importância da COP como instância deliberativa onde são tomadas decisões que interferem na produção de tabaco no Brasil e no mundo, os representantes da cadeia produtiva buscam sensibilizar a delegação brasileira que terá assento na conferência mundial. Para isso, a principal estratégia é mostrar a importância social e econômica da produção de tabaco no Brasil.
 
Segundo o presidente do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco), Iro Schünke, só no campo são mais de 600 mil pessoas envolvidas, com 154 mil propriedades produtoras. “Na indústria, são cerca de 40 mil empregos diretos. Além disso, nós representamos 1,14% das exportações totais brasileiras”, acrescentou. No Rio Grande do Sul, o tabaco representou 9,2% do total exportado em 2015.
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink