Desafio CANAMAX chega para estimular a produtividade da cana

Agronegócio

Desafio CANAMAX chega para estimular a produtividade da cana

Desafio CANAMAX
Por:
1244 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.
 

CTC e BASF lançam campanha inovadora para fomentar o máximo de produtividade dos canaviais; interessados devem se inscrever no site www.desafiocanamax.com.br

Com o objetivo de estimular o setor sucroenergético a conquistar a máxima produtividade dos canaviais, o CTC - Centro de Tecnologia Canavieira, em parceria com a BASF, lança o 1º. Desafio de Produtividade da Cana – CANAMAX – CTC/BASF - Soca da Safra 2014/2015.
 
Nos últimos tempos, a agroindústria canavieira brasileira tem sentido fortemente no caixa o peso da equação custo/produtividade. Enquanto os custos de produção se elevaram, a produtividade despencou. Se no passado já atingiu média de 90 toneladas por hectare, na safra 2012/13 caiu para 67,3 t/ha.  A safra 2013/2014 fechou em 74,1 t/ha.  Para a safra 2014/15, a expectativa era voltar à casa das 80 t/ha, mas a estiagem frustrou essa recuperação.
 
“Acreditamos que é possível melhorar a produtividade atual apenas utilizando as ferramentas que já estão no mercado e fazendo um bom planejamento das atividades” diz Virgilio Vicino, Gerente de Marketing do CTC, explicando que o foco do CANAMAX é criar um ambiente que estimule as equipes técnicas das usinas a ousarem em suas ideias, e utilizarem práticas de cultivo inovadoras que possibilitem extrair o potencial máximo da cultura, com sustentabilidade e rentabilidade.
 
“Queremos que este desafio seja um convite ao uso do conhecimento e da prática de nossos profissionais, ligados à área de produção. Levaremos para o setor a mensagem de que é possível alcançar o tão desejado 3 dígitos em produtividade. Vamos em busca de superações e consequentemente da redução no custo por tonelada produzida, como ocorre em outras culturas. Para isso, lançamos o Desafio CANAMAX”, diz Carulina Oliveira, gerente de Marketing de Cana, Citros e Amendoim da Unidade de Proteção de Cultivos da BASF para o Brasil.
 
Como será o Desafio CANAMAX

As usinas interessadas devem conferir o regulamento completo no site www.desafiocanamax.com.br e também preencher o formulário de inscrição até 31 de outubro de 2014 (ou até que o programa atinja 30 inscrições).
 
O programa terá duas diferentes categorias para participação:
 
1º) Cana Soca (de plantio de 18 meses) - CTC15 em Solo Restritivo
2º) Cana Soca de CTC2, 4 ou 20 em Solo Favorável
 
Os interessados poderão participar em uma ou nas duas categorias, desde que as inscrições sejam independentes.
 
Segundo Carulina, o Desafio CANAMAX não é um projeto científico, mas um projeto piloto, que mostrará que pequenos passos farão grande diferença em curto espaço de tempo. “Queremos instigar os profissionais das usinas a participar, a buscar alternativas para produzir melhor. E será importante que eles envolvam outros profissionais, como pesquisadores e consultores para ajudá-los nesse objetivo.”
 
A maior vitória do Desafio CANAMAX será o envolvimento das usinas gerando resultados, comprovando que é possível aumentar a atual produtividade. “Queremos colaborar com o setor, pois todo o aprendizado adquirido na condução das áreas registradas no Desafio CANAMAX poderá ser transferido para o restante das lavouras, se comprovada a sua viabilidade, sustentabilidade e rentabilidade. E será uma fonte de inspiração para os vizinhos, gerando uma onda positiva de inovação”, conclui Virgílio.
 
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink