Desafios do setor sucroenergético serão debatidos em seminário
CI
Agronegócio

Desafios do setor sucroenergético serão debatidos em seminário

Por:
O Seminário se insere nas estratégias da Empresa que tem priorizado linhas de pesquisa direcionadas a atender o setor com o objetivo de incrementar a sua produtividade e garantir sua sustentabilidade. Para isso organizou os projetos de pesquisa em um grande portfólio que cobre, além da cana-de-açúcar, alternativas energéticas como o sorgo sacarino e outras fontes de energia e biomassa, além de processos de transformação industrial com foco em energias de segunda geração e bioeletricidade, dentre outras prioridades.


Os “Desafios Institucionais e tecnológicos do setor sucroenergético” serão apresentados pelo presidente do Instituto de Estudos do Comércio e Negociações Internacionais (Icone), Marcos Jank, durante a próxima edição da série “Seminários Temas Estratégicos”. O seminário é uma promoção da Diretoria Executiva, em conjunto com a Embrapa Estudos e Capacitação e acontecerá na  sexta-feira (22) , entre 10 e 12h, na sala Álvaro Barcellos, na sede da Empresa, em Brasília. Para participar gratuitamente do seminário é necessário se inscrever por meio de formulário eletrônico disponível no link http://www.cecat.embrapa.br/estudos-estrategicos/seminarios-temas-estrategicos/inscricao.

Análise realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), publicada em fevereiro deste ano no periódico “Indicadores IBGE”, apontam para uma produção de cana-de-açúcar de 738,3 milhões de toneladas para a safra atual, um aumento de 9,4% em relação ao ano passado. Este crescimento deve-se, segundo o Instituto, ao melhor rendimento médio esperado para este ano (75.213 kg/ha), que cresceu 5% em comparação ao apurado em 2012, ano em que a lavoura foi bastante atingida pela falta de chuva. Ainda de acordo com o IBGE, o aumento da safra deste ano será importante para a recuperação do setor, que ainda sente os efeitos da crise mundial e dos problemas climáticos que atingiram as três últimas safras, aumentando o custo de produção.


Outro fator importante para setor sucroenergético é o aumento da mistura de etanol à gasolina que subirá de 20% para 25%, a partir de 1º de maio. Essa mudança foi anunciada no Diário Oficial da União do dia 1º de março último, que destacou a necessidade de assegurar o abastecimento adequado de combustíveis em todo o território brasileiro. Com essa elevação o percentual retorna ao que vigorava até setembro de 2011 e que teve de ser diminuído por conta da queda na produção do biocombustível no país.

Marcos Sawaya Jank - especialista em temas globais de agronegócio e bioenergia, foi presidente da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) entre 2007 e 2012 e é fundador e presidente do conselho do Instituto de Estudos do Comércio e Negociações Internacionais (ICONE). Foi professor associado da USP durante quase 20 anos (FEA, ESALQ, IRI), trabalhou no BID e em universidades americanas e europeias. É engenheiro-agrônomo pela ESALQ-USP, M.Sc. em políticas agrícolas pelo IAM (Montpellier, França), Doutor pela FEA-USP e Livre Docente pela USP.


Serviço:

Seminários Temas Estratégicos - “Desafios Institucionais e tecnológicos do setor sucroenergético”

Palestrante: Marcos Jank, presidente do conselho do Instituto de Estudos do Comércio e Negociações Internacionais (ICONE).

Data: 22 de março de 2013

Hora: 10h

Local: Sala Álvaro Barcellos – Embrapa Sede - Pq Estação Biológica (final W3 Norte), Brasília - DF.

Inscrições gratuitas: http://www.cecat.embrapa.br/estudos-estrategicos/seminarios-temas-estrategicos/inscrica

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.