Desempenho das carnes na terceira semana de outubro

Agronegócio

Desempenho das carnes na terceira semana de outubro

As exportações de carnes não caminham bem
Por:
329 acessos

Definitivamente, as exportações de carnes não caminham bem. Na terceira semana de outubro (16 a 22, cinco dias úteis) obtiveram a menor receita cambial do mês (pela média diária, US$52,644 milhões), o que fez com que a média dos primeiros 14 dias úteis do mês (de um total de 20 dias úteis) recuasse para US$55,383 milhões - 11% menos que em setembro passado e 2% menos que há um ano.

O resultado – restrito ao produto in natura – reflete o fraco desempenho das três carnes. Pois os volumes até agora registrados sinalizam recuo mensal da ordem de 8,5% para a carne suína (previsão de 57,6 mil toneladas), de 12% para a carne bovina (82 mil toneladas) e de quase 23% para a carne de frango (273 mil toneladas).

Em relação a outubro de 2015, a carne de frango projeta recuo de 8,5% e a carne bovina de quase 25%. Ou seja: só a carne suína tende a um aumento (da ordem de 30%) em comparação com o exportado há um ano. 

Na receita, o avanço também está restrito apenas à carne suína. Mas somente em relação a outubro de 2015 (+35%), porque em relação a setembro passado a queda pode ultrapassar os 5%. 

A carne bovina projeta, por ora, recuo mensal de 25% e anual de 7%, enquanto a receita da carne de frango tende a ficar 7% menor que a de outubro de 2015 e 26% menor que a de setembro passado.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink