Frango

Desempenho do frango abatido em outubro e em 2017

O valor médio do frango abatido resfriado no mês não será inferior a R$3,48/kg
Por:
50 acessos

Baseado no comportamento do mercado nos últimos dias de setembro, um mês atrás o AviSite observou que as expectativas para o mês seguinte eram boas, “nada impedindo que em outubro sejam alcançados os melhores resultados dos 10 primeiros meses do ano”.

Bem... não deu outra. Pois, independente do preço que seja alcançado neste último dia de outubro, o valor médio do frango abatido resfriado no mês (base: comercialização no Grande Atacado da cidade de São Paulo) não será inferior a R$3,48/kg, o melhor resultado obtido em 2017.

É verdade que, a despeito do desempenho superior, esse valor se encontra mais de 20% aquém da média registrada há um ano (R$4,37/kg em outubro de 2016). É preciso lembrar, no entanto, que aquele valor só foi alcançado após uma redução compulsória do volume produzido, já que os altos custos se tornaram fator impeditivo de uma produção normal. Além disso, a redução dos custos quase na mesma proporção ocorrida de lá para cá minimiza os efeitos negativos sobre o setor.

De toda forma vale notar que o melhor preço de outubro é resultado, também, de uma menor produção. Determinada, desta vez, não pelos custos exacerbados e, sim, pelo consumo, visivelmente restrito em relação a anos anteriores.

Em função disso, principalmente, o valor médio registrado nos primeiros 10 meses do ano (cerca de R$3,33/kg) se encontra mais de 12% aquém dos R$3,80/kg alcançados em idêntico período de 2016.

Mas esse índice de perda tende a se reduzir, pois em novembro, provavelmente, será obtido resultado melhor que o de outubro – possibilidade antecipada pelo fato de a reação de mercado ter começado antes mesmo do encerramento do mês.

Essa ocorrência, aliás, além de ser incomum, denota que a oferta permanece ajustada. Assim, ao contrário do ocorrido em novembro de 2016, quando se intensificou um processo de baixas que só cessaram em 2017, a tendência agora é de nova alta. 
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink