Desempenho do frango vivo em 2010

Agronegócio

Desempenho do frango vivo em 2010

Nunca antes na história deste País o frango vivo tinha conseguido alcançar preço médio mensal igual ou superior a R$2,00/kg
Por:
842 acessos
Campinas - A frase se tornou corriqueira. Mas a verdade é que nunca antes na história deste País o frango vivo tinha conseguido alcançar preço médio mensal igual ou superior a R$2,00/kg, fato que ocorreu em 2010.

Até este último dezembro, a remuneração máxima recebida pelo produtor havia sido de R$1,94/kg, valor médio registrado em agosto de 2008, ou seja, às vésperas da eclosão da crise econômica mundial.

Nos pouco mais de dois anos decorridos desde então, o frango vivo experimentou situações difíceis mas, provavelmente, não tão paradoxais como as de 2010. Porque registrou resultados negativos sucessivos nos sete primeiros meses do ano (preços médios mensais inferiores aos do mesmo mês de 2009), passando a experimentar variações positivas das mais significativas nos cinco meses finais do ano.

Isso está fazendo com que boa parte do setor e analistas encarem o ano de 2010 como um dos melhores de todos os tempos. Mas não é bem assim: excepcionais, de fato, apenas os meses finais do exercício – período em que se combinaram escassez de carne bovina e estabilidade na produção do frango. Mesmo assim, os resultados econômicos excepcionais continuaram insuficientes para reverter as perdas anteriores ou, pelo menos, neutralizar a elevação dos custos.

Alguma dúvida? Pois é bom saber que, a despeito da “nunca antes vista” média de R$2,06/kg registrada em dezembro de 2010, o preço médio anual do frango vivo ficou perto (mas ainda abaixo) de R$1,65/kg, valor apenas 0,94% e 1,09% superior às médias observadas, respectivamente, em 2009 e 2008. Quer dizer: há dois anos o setor perde (feio) da inflação.

Já em relação aos custos (aqui considerados os preços da principal matéria-prima do setor, o milho), a boa média alcançada pelo frango vivo no final do exercício ajudou a reduzir as perdas de meses anteriores. Ainda assim o poder aquisitivo do produtor de frango em relação ao milho caiu 1,14% no ano.

E se alguma dúvida ainda pairar quanto aos resultados econômicos propiciados pelo frango é oportuno mencionar que na segunda metade dessa que foi a primeira década dos anos 2000 o País acumulou inflação em torno dos 35%, enquanto o preço médio do frango evoluiu não mais que 22%.

Quer dizer: os ganhos de 2010 foram apenas aparentes, pois o frango continua apresentando, há décadas, preços historicamente decrescentes.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink