Desempenho do frango vivo na quarta semana de agosto

Frango

Desempenho do frango vivo na quarta semana de agosto

Tudo que se diga sobre o frango vivo soará agora redundante
Por:
36 acessos

Tudo que se diga sobre o frango vivo soará agora redundante. Porque há nove semanas ele mantém o mesmo preço de referência (R$3,00/kg no interior paulista), as mesmas condições nos fechamentos (desconto de até 20 centavos sobre o preço de referência) e a mesma conjuntura de mercado (entre calmo e fraco). Em decorrência, tudo se torna repetitivo.

Nessas mesma nove semanas o frango abatido sofreu altas e baixas, tanto no atacado como ao nível do consumidor. E o frango vivo... nem aí. É como se inexistisse. E essa parece ser a realidade: antes referência nacional para o mercado do frango (na sua mais ampla acepção), agora o produto independente (isto é, sem prévia definição da destinação) segue alheio às mutações que o mercado apresenta no dia a dia. 

Frente a tal comportamento, o melhor mesmo, possivelmente, é o acompanhamento da comercialização do frango abatido. Porque o frango vivo já não proporciona qualquer referência. E isto, tudo indica, não tem volta. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink