Desempenho do frango vivo na quarta semana de novembro

Agronegócio

Desempenho do frango vivo na quarta semana de novembro

A quarta semana de novembro foi percorrida sem que houvesse qualquer alteração nas negociações com o frango vivo
Por:
406 acessos

A quarta semana de novembro (20 a 26, seis dias de negócios) foi percorrida sem que houvesse qualquer alteração nas negociações com o frango vivo. Ou seja: no interior paulista ele permaneceu cotado a R$3,10/kg, enquanto em Minas Gerais manteve a cotação de R$3,30/kg.

Menos mal – alguém poderia dizer. Porque, faltando agora apenas três dias para o encerramento do mês, a ave viva passou pela segunda quinzena sem os retrocessos que caracterizam o período e, à primeira vista, registrando desempenho melhor que o do frango abatido, que vai chegando ao final do mês com um preço inferior ao da abertura.

O único problema – grande problema – é que o frango vivo está completando nesta segunda-feira, 28 de novembro, 90 dias corridos sem qualquer alteração de preço (92 dias em Minas Gerais). Quer dizer: o mercado consumidor final teve seus momentos típicos de altas e baixas, o frango abatido acompanhou todos esses momentos, mas o mercado da ave viva não apresentou qualquer indício de reação. 

Parece ser um indicativo de que deixou de ser o mais importante balizador do mercado de frangos. Algo que, mesmo não sendo comportamento definitivo, pode ser considerado movimento natural de uma atividade cujos vários segmentos de produção estão cada vez mais integrados.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink