Desempenho do frango vivo na terceira semana de dezembro
CI
Agronegócio

Desempenho do frango vivo na terceira semana de dezembro

A cotação recorde de R$2,20/kg alcançada no sábado retrasado, 10, manteve-se inalterada no interior paulista durante todo o transcorrer da terceira semana de dezembro
Por:
A cotação recorde de R$2,20/kg alcançada no sábado retrasado, 10, manteve-se inalterada no interior paulista durante todo o transcorrer da terceira semana de dezembro. As condições de comercialização, porém, alteraram-se substancialmente, já que o mercado, firme na segunda semana, tornou-se calmo na semana que passou. Mas não só isso: a oferta, anteriormente restrita a produto criado especificamente para venda no mercado independente, começou a ser engrossada por produto oriundo de integrações que, em condições normais, abatem tudo o que produzem.


Não que as condições de comercialização tenham se tornado anormais. Mas o simples fato de o mercado final não mais absorver os aumentos apresentados pela ave viva acabou determinando forte desaceleração na comercialização do produto.

No mês (e considerados os preços vigentes em 30 de novembro), o frango vivo apresentou valorização de quase 7,5%. Já a valorização do frango abatido (grande atacado da cidade de São Paulo), após chegar a 2,6% na segunda semana de dezembro, recuou para não mais que 1,7% na semana passada.


Mas os efeitos dessa baixa valorização vão além da menor procura pelo frango vivo. Como a relação ave viva/ave abatida torna-se bem mais favorável para a ave viva, muitos abatedouros se servem do momento para desovar no mercado independente parte de sua produção. Vem daí, principalmente, a forte reversão de mercado registrada na semana passada.


No ano passado, após ter alcançado a cotação (então recorde) de R$2,10/kg logo na segunda semana de dezembro, o frango vivo permaneceu com o mesmo preço até os primeiros dias de janeiro de 2011. Neste ano, consideradas as condições aí presentes, será um desafio repetir o mesmo desempenho. Ainda que a cotação atual esteja menos de 5% acima da registrada um ano atrás.





Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.