Carnes

Desempenho externo das carnes na 4ª semana de março

Média diária é negativa para as três carnes em relação ao mês anterior
Por:
108 acessos

A quarta semana de março (18 a 24, cinco dias úteis) foi, neste mês, a que apresentou os melhores resultados para as exportações de carnes. Pois a receita cambial, calculada pela média diária, superou a das três semanas anteriores. Assim, transcorridos 17 dos 21 dias úteis do período, ela chega aos US$59,740 milhões/dia, valor que representa incremento de meio por cento sobre fevereiro passado e de 4,2% sobre março de 2017.

Já no tocante ao volume, a média diária é negativa para as três carnes em relação ao mês anterior. Mas como março corrente é mais longo, as projeções de embarque se tornam positivas. Assim, o volume mensal ora previsto – de 46,5 mil/t para a carne suína, de 117,2 mil/t para a carne bovina e de 336 mil/t para a carne de frango – corresponderá a aumentos de, respectivamente, 30%, 19,5% e 16,3%.

Porém, no tocante a março de 2017, apenas a carne bovina sinaliza variação positiva – seus embarques podendo superar em 20% os de um ano atrás. Ou seja: a carne suína tende a um recuo da ordem de 15%, enquanto o volume de carne de frango pode sofrer queda de até 2%.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink