Agronegócio

Desorganização ameaça desenvolvimento do biodiesel

O programa está ameaçado pela desorganização na produção de matérias-primas
Por: -Mauro Zanatta
79 acessos
O programa brasileiro de biodiesel, que se desenvolve de forma acelerada, está seriamente ameaçado pela desorganização do sistema produtivo de matérias-primas e a ausência de planejamento na integração das plantas industriais ao processo.

Reunidos nessa segunda-feira (27-11) na Conferência Internacional de Agroenergia e Biocombustíveis (Enerbio), investidores e pesquisadores reclamaram da falta de políticas públicas para garantir a expansão da área plantada com oleaginosas tecnologicamente já dominadas. "Apesar do otimismo, estamos num ponto crítico do programa. Crescemos rápido, mas de forma desorganizada", resume o gerente-geral da Embrapa Transferência de Tecnologia, José Roberto Peres. "A iniciativa privada está tateando no escuro. O programa corre riscos sem um planejamento urgente e fomento específico", afirma.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink