Desvalorização do milho melhora situação do pecuarista em Mato Grosso

Agronegócio

Desvalorização do milho melhora situação do pecuarista em Mato Grosso

Milho chegou a R$ 456,68 por tonelada no último mês, menor valor desde fevereiro
Por:
486 acessos

Milho chegou a R$ 456,68 por tonelada no último mês, menor valor desde fevereiro

A fonte de suplementação considerada a mais importante do rebanho bovino no Estado registrou quedas nos últimos meses. Os dados são do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) mostram que o milho chegou a R$ 456,68 por tonelada no último mês, menor valor desde fevereiro.

Segundo o instituto, as desvalorizações no preço do cereal melhoraram “um pouco a situação do pecuarista, visto que a relação de troca do milho/boi gordo, que chegou a atingir 3,86 toneladas por cabeça em maio deste ano, já chega a 4,90 toneladas adquiridas com a venda de um boi gordo de 17 arrobas”. Para o Imea, apesar da grande valorização no primeiro semestre deste ano, devido à oferta extremamente restrita, quem conseguiu esperar a colheita da “safrinha” para comprar milho, encontrou melhores valores de negócio.

O instituto, no entanto, alerta que a relação de troca se encontra significativamente depreciada em relação à do mesmo período do ano passado, e buscar alternativas em outras fontes energéticas pode ser a solução para “fechar a conta”.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink