Dia de Campo procura recursos de R$ 25 milhões para produtores de MG
CI
Agronegócio

Dia de Campo procura recursos de R$ 25 milhões para produtores de MG

O evento acontecerá a partir das 8 horas na Fazenda Experimental da Epamig, sediada no município de Nova Porteirinha
Por:
Com o objetivo de divulgar os resultados de vários projetos de pesquisas que foram implementados no Norte de Minas nos últimos anos, a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais – Epamig realizará na próxima quarta-feira, dia 20, o Dia de Campo da Agroenergia e da Cultura do Sorgo. O evento acontecerá a partir das 8 horas na Fazenda Experimental da Epamig, sediada no município de Nova Porteirinha, com previsão de participação de 600 técnicos e produtores rurais.


Segundo o gerente regional da Epamig, Marco Antônio Viana Leite, os produtores rurais do Norte de Minas vão precisar neste ano de R$ 25 milhões para viabilizar o plantio de 25 mil hectares de mamona, girassol, sorgo e cana-de-açúcar, visando a produção de matéria-primeira voltada para o abastecimento da usina de biodiesel que a Petrobrás está instalando em Montes Claros. A previsão é de que os recursos para o plantio das lavouras sejam viabilizados pelos bancos do Nordeste e do Brasil. As negociações já foram iniciadas e, além de técnicos da Epamig os entendimentos envolvem dirigentes da Petrobrás e do Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais – Idene.

A construção da usina de biodiesel da Petrobrás em Montes Claros está em fase final e entrará em operação ainda neste ano. A unidade, cujo investimento do Governo Federal chega a R$ 73,4 milhões terá capacidade para beneficiar anualmente 50 mil toneladas de oleaginosas e de produzir 57 milhões de litros de biocombustível.

Marco Antônio Viana assegura que o Norte de Minas possui um grande potencial para a produção de matéria-prima voltada para a produção de energia limpa, bem como da cultura do sorgo como opção para convivência com a seca, através da produção de alimentos para o consumo humano, bem como a manutenção das cadeias produtivas da bovinocultura e ovinocaprinocultura. Segundo a Epamig atualmente a região conta com mais de 11 mil hectares de área plantada de sorgo, quantidade esta que há cinco anos não chegava a 1/3 das lavouras existente agora.


Já o plantio de cana-de-açúcar está avançando em ritmo acelerado, ocupando atualmente mais de cinco mil hectares de áreas irrigadas. Os produtores rurais da região tem obtido produtividade média de 140 toneladas por hectare, o dobro da média nacional, segundo o gerente da Epamig.

Para este ano os técnicos da Empresa de Pesquisa Agropecuária estão na expectativa das pesquisas com a cultura de pinhão-manso resultarem numa média de produtividade de quatro toneladas/hectare. Nos últimos anos os investimentos em pesquisas com pinhão-manso chegam a R$ 250 mil.

Ainda segundo a Epamig as pesquisas realizadas com a cultura da mamona revelam que o Norte de Minas tem potencial para produzir 1,5 mil quilos por hectare. Já o plantio de girassol em áreas de sequeiro obtiveram produtividade de 2,5 mil quilos/ha e em sistema irrigado a produção média obtida foi de 3,4 quilos/ha.


Pelo fato de nos últimos anos o Norte de Minas está atraindo investimentos de diversas empresas interessadas em produzir álcool e biodiesel em escala comercial, Marco Antônio Viana entende que os produtores rurais da região estão tendo a oportunidade de melhorar o aproveitamento de suas propriedades com a produção de oleaginosas que, além de garantir matéria-prima para as novas indústrias possibilitam a produção de alimentos para a alimentação do rebanho – salienta Marco Antônio Viana.

A partir das 8h30m o Dia de Campo contará com a realização de palestras técnicas envolvendo as culturas de pinhão-manso, mamona, sorgo, cana-de-açúcar e girassol. Na parte da tarde representantes do Governo do Estado e da Promotoria do Meio Ambiente falarão sobre as ações do poder público para desenvolvimento da produção de oleagionosas através da agricultura familiar e sobre a responsabilidade para a preservação do meio-ambiente.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.