Dia de Campo

Dia de Campo sobre uso, manejo e conservação do solo e água reúne produtores da região do Alto Uruguai

Dia de Campo sobre uso, manejo e conservação do solo e água, sediado no município de Carlos Gomes
Por:
173 acessos

Em Dia de Campo sobre uso, manejo e conservação do solo e água, sediado na propriedade do produtor Vasco Gwiadzdeczki, localizada na linha Rui Barbosa, no município de Carlos Gomes, na quarta-feira (14/06), o público pode conferir a adoção das práticas de conservação do solo e da água desenvolvidas na Unidade de Referência Tecnológica de Solos (URT) em uma área cedida pela família com o objetivo de difundir as técnicas de manejo de para aumentar a produção e a rentabilidade agrícola. Participaram 150 pessoas entre produtores, técnicos da Emater/RS-Ascar e estudantes dos municípios de Carlos Gomes, Áurea, Centenário, Erechim, Gaurama, Marcelino Ramos, Mariano Moro, Severiano de Almeida, Três Arroios e Viadutos. 

A unidade ocupa 23 hectares dos 400 cultivados com milho, soja e trigo que tiveram orientações técnicas e acompanhamento para a construção do terraço de base. Na URT, foram instaladas três estações. O assistente técnico regional em Manejo de Recursos Naturais, engenheiro agrônomo Cezar da Rosa, juntamente com o agrônomo Edgar João Copatti, orientaram sobre os benefícios e a construção do terraceamento agrícola em nível. Segundo Cezar da Rosa, a única técnica capaz de ajudar a segurar ou minimizar os efeitos da enxurrada é o terraço. No terraço fica retido o solo, nutrientes, fertilizantes e a água que irá infiltrar após a chuva, abastecendo o lençol freático e irrigando a lavoura. "Não adianta adotar as técnicas da agricultura conservacionista isoladas, elas devem ser integradas com as técnicas de manejo do solo e da água na propriedade rural", reforçou.

O pesquisador da Embrapa José Eloir Denardin e o agrônomo Marcelo Andre Klein falaram sobre análise do perfil do solo - Sistema de compactação do solo. Segundo eles, é preciso melhorar o sistema de manejo do solo, sendo que a compactação do solo é um dos principais problemas. "Se melhorarmos o potencial do solo aumentamos a produção". Denardin aconselhou o uso de plantio de duas safras de verão e uma de inverno, cujas raízes vão ajudar na descompactação do solo. Para o pesquisador, apenas a palhada na superfície do solo não consegue evitar as perdas dos nutrientes pela erosão quando o solo apresentar compactação ou quando o produtor não realizar a semeadura em curva de nível. 

Em outra estação, o professor de Agronomia e Engenharia Agrícola da Universidade Regional Integrada das Missões (URI), campus de Erechim, Jardes Bragagnolo, fez uma avaliação da taxa de infiltração de água no solo, com demonstração de um simulador de uma chuva de 130 milímetros por hora e o impacto causado no solo. Segundo ele, a taxa média de infiltração na região é de 8 mm por hora, ao chamar atenção para a manutenção da umidade do solo. O técnico de Emater/RS-Ascar Ernani Schneider reforçou as orientações lembrando que a rotação de cultura também é importante para se obter um solo com mais infiltração de água e mais estruturado.

A atividade faz parte das ações do Programa Estadual de Conservação do Solo e da Água "Conservar para Produzir Melhor" que é uma politica pública de conservação do solo e água. O programa é coordenado pela Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi) em parcerias com as secretarias de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR) e Educação, Emater/RS-Ascar e em conjunto com diversas entidades.

Abertura

O evento foi aberto pelo prefeito de Carlos Gomes, Egidio Moreto, pelo gerente regional adjunto do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Erechim, Marcos Gobbo, pelo produtor Vasco Gwiadzdeczki e pelo presidente do Conselho Municipal de Desenvolvimento Agropecuário, Tiago Stefanoski. O prefeito destacou a importância do evento para disseminar as técnicas e informações aos produtores e proporcionar mais produção. Egidio Moreto observou ainda que o trabalho de conservação do solo faz parte de um projeto de desenvolvimento do município pela Prefeitura. Também prestigiaram outros parceiros como as unidades da Sicredi, de Áurea e Centenário. 

Marcos Gobbo destacou a importância do programa estadual como uma politica pública para conservação da água e do solo. Também agradeceu a parceria com a Prefeitura e demais entidades e a família, por ceder a área para instalação da unidade. O Dia de campo foi promovido pela Emater/RS-Ascar, Prefeitura de Carlos Gomes e Conselho Municipal Agropecuário, com a participação da Embrapa e URI com as parcerias Sicredi, Banco do Brasil, Banrisul e Cresol.
 

Veja também

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink