Dia do Cortador de Cana marca evolução na profissão

Agronegócio

Dia do Cortador de Cana marca evolução na profissão

Por:
910 acessos

Ontem, 12 de agosto, foi comemorado o Dia do Cortador de Cana, uma justa homenagem aos colaboradores rurais que trabalham na base da fabricação de açúcar e etanol. A data é vista como uma oportunidade para que as pessoas em geral possam conhecer e valorizar essa fundamental atividade que sofreu mudanças há longo dos anos.

No Brasil esta profissão existe há quase 500 anos e já sofreu uma grande evolução com normas específicas de proteção à saúde, meio ambiente e segurança do trabalho. A NR 31 é um exemplo, onde o rurícola da agroindústria da cana-de-açúcar está – junto a todos os outros trabalhadores do meio rural brasileiro – protegido e valorizado em sua condição profissional. Com exigências que vão desde instalações sanitárias e de vivência, em todas as frentes de trabalho, passando por pausas e reposição de nutrientes, a norma é classificada pela Organização Internacional do Trabalho como de alto grau de exigência, por isto só foi ratificada por poucos países.

Há ainda outras diversas ações voluntárias de valorização e proteção ao colaborador realizadas nas usinas e destilarias brasileiras. Entre elas estão campanhas de prevenção a doenças, principalmente: sexualmente transmissíveis, de saúde bucal, ginecológicas, ao câncer e diabetes.

A mecanização no corte da cana é hoje vista como oportunidade de crescimento profissional para o cortador. A capacitação técnica, que usinas e entidades como a UDOP realizam, permite que estes sejam realocados em outras frentes operacionais agrícolas e até mesmo industriais.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink