Agronegócio

Dia do Produtor Rural Mineiro

Nesta quinta-feira, 7 de julho, é comemorado o dia do Produtor Rural Mineiro.
721 acessos

Nesta quinta-feira, 7 de julho, é comemorado o dia do Produtor Rural Mineiro. A data foi instituída pela ALMG em 1998, a pedido da FAEMG, para homenagear aqueles que garantem a alimentação e o desenvolvimento econômico do nosso estado. 
 
Minas Gerais é uma verdadeira potência agropecuária. É o maior produtor nacional de café, leite e batata, e detém o maior rebanho equino do país. É segundo na produção de cana-de-açúcar, feijão e sorgo, e concentra o segundo maior rebanho bovino. Destaca-se também na produção nacional de milho, ovos, tomate, frutas e hortaliças. Além disso, é o principal estado reflorestador do Brasil. 
 
Os produtores rurais cultivam o campo e a história. Nos momentos mais importantes de Minas, o homem do campo sempre foi fundamental: a agricultura e a pecuária sustentaram o crescimento e a modernização do estado. Ao longo do tempo, o dinamismo de agricultores e pecuaristas levou o estado a novas conquistas.  Graças a sucessivos recordes de produção, atualmente o agronegócio representa 42% da riqueza estadual, 27% das exportações e 20% dos empregos. 
 
Muito distante da literária imagem do caipira de enxada nas costas, o produtor rural mineiro é atualizado com a tecnologia, com os meios de comunicação, as pesquisas e a inovação. Busca informações, capacita-se, faz cursos, investe em georreferenciamento, usa aplicativos online para gerenciar sua propriedade. Com o crescimento das cidades e redução de terras produtivas disponíveis, soube comandar uma revolução tecnológica que tem garantido crescente produtividade por área, com menor impacto ambiental – afinal, preservar os recursos naturais é a garantia para seu futuro. Tudo isso mostra que o produtor rural tem tradição em tornar Minas cada vez mais forte. 
 
Medalha do Mérito Rural 2016
 
Em reconhecimento desse importante trabalho, a FAEMG comemora o Dia do Produtor Rural Mineiro com a entrega da Medalha do Mérito Rural a produtores, instituições e pesquisadores, que se destacaram em relevantes atividades no campo. A data marca também os 65 anos de fundação da Federação. A solenidade será nesta quinta-feira (7/7), no Espaço The One, em BH, às 20h. 
 
Maior honraria da noite, a Grande Medalha deste ano será entregue ao presidente da CNA – Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, João Martins da Silva Junior. Formado em Administração de Empresas, tem trajetória profissional ligada à atividade pecuária há mais de 50 anos. Foi fundador e 1º tesoureiro da CCLB (Central de Cooperativas de Leite da Bahia) e presidente interino da Associação Baiana de Criadores (ABAC). Na década de 1980, foi diretor e 1º vice-presidente da FAEB (Federação da Agricultura e Pecuária da Bahia). Depois de um afastamento por cinco anos, retornou em 2000 para assumir a presidência da FAEB, cargo que ocupa até hoje. Desde 2012, vinha exercendo a 1ª vice-presidência da CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), cargo que antecedeu à atual posição de presidente.
 
Além da Grande Medalha, a Medalha do Mérito premia as categorias de Produtor Rural, Sindicato Rural, Técnico-Científica, Comunicação e Política. São 19 agraciados a cada ano. Assim, a Federação pretende dignificar todo o meio de produtores rurais e de representação classista, mostrando que o campo também tem os seus heróis. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink