Dia Internacional do Milho: cultura movimenta Sorriso (MT)
CI
Imagem: Marcel Oliveira
GRÃOS

Dia Internacional do Milho: cultura movimenta Sorriso (MT)

Grão está enraizado no dia a dia da cidade, gera empregos e impulsiona o agro
Por: -Eliza Maliszewski

Neste sábado, 24 de abril, é o Dia Internacional do Milho. O cereal é tão importante para a nossa alimentação que ganhou um dia só para ele. Esta data tem o objetivo de homenagear e incentivar o cultivo e consumo. Além da importância nutritiva, o milho também apresenta um valor cultural de destaque, principalmente entre os povos das Américas. Usado na alimentação humana e base da nutrição de animais como aves, suínos e bovinos, sendo um dos mais importantes grãos do agronegócio, com status de commoditie.

Segundo o relatório atualizado do USDA (sigla em inglês para Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) os onze maiores produtores do mundo são: Estados Unidos, China, Brasil, União Europeia, Argentina, Ucrânia, Índia, México, Rússia, Canadá, África do Sul, Indonésia e Nigéria. O Brasil é o maior exportador e espera uma safra recorde.

Um dos destaques nacionais é a cidade de Sorriso (MT). Já foi a maior produtora nacional de milho com 3,2 milhões de toneladas colhidas, segundo dados da pesquisa Produção Agrícola Municipal (PAM) 2019, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No ano passado o posto foi ocupado por Jataí (GO).

O cultivo dessa cultura se torna um dos pilares de uma cidade que respira agronegócio e ajuda a alavancar setores complementares, como o de alimentação humana e produção de alimentos para animais. “Aqui em nossa região a maioria dos produtores faz a segunda safra de milho. Já é algo tradicional daqui, principalmente em razão das várias granjas, suínos e confinamento de gado. Essa cultura move a economia de Sorriso e muito da produção é voltada para o mercado externo”, afirma Dudy Paiva, presidente do CAT Sorriso.

Outro ramo que também tem como base o milho e vem crescendo na região é o etanol. O álcool produzido a partir do grão já é uma realidade. Sorriso possui uma das maiores fábricas de etanol de milho do mundo, conta também com outras pequenas destilarias e muitas usinas em construção.

“A importância do milho para Sorriso é muito grande, trazendo ganhos financeiros o ano inteiro e promovendo boas práticas agrícolas, com maior eficiência do uso da terra. O milho também é fundamental para a indústria do etanol de alta qualidade, além de gerar um subproduto, o DDG, que é usado para ração animal. Nada é desperdiçado, tudo é aproveitado dentro da lógica da sustentabilidade”, afirma o CEO da NatCap, Mathias Almeida, consultor de vários projetos na região.

A sustentabilidade e boas práticas agrícolas também são temas recorrentes entre os produtores de milho e as certificações, já corriqueiras no mundo da soja, também aparecem como opção para garantir os selos ambientais. A certificação do milho para produtores de soja já está em andamento e deve ser aprovada pela Assembleia Geral de Representantes da Associação.

“Estes produtores terão mais um produto a ser colocado no mercado para empresas que compram e processam milho em sua cadeia. O selo RTRS traz mais segurança com garantias do respeito ao meio ambiente, das relações comunitárias responsáveis, do relacionamento justo com colaboradores e com viabilidade econômica”, Cid Sanches, consultor RTRS no Brasil.

O milho de Sorriso renova as esperanças e leva comida à mesa de milhões de brasileiros nos quatro cantos do país.  A produção do grão já está enraizada na cultura da cidade e se reinventa com o aproveitamento total dos recursos, promovendo a sustentabilidade e fazendo a roda da economia girar. 
 
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink