Dia Mundial da Alimentação: Dicas para melhorar a qualidade de vida
CI
Agronegócio

Dia Mundial da Alimentação: Dicas para melhorar a qualidade de vida

Além de prevenir doenças, rever hábitos alimentares proporciona bem-estar
Por:
Além de prevenir doenças, rever hábitos alimentares proporciona bem-estar

O Dia Mundial da Alimentação, 16 de outubro, é uma data de conscientização sobre a importância dos bons hábitos alimentares para o funcionamento ideal do organismo. A escolha dos alimentos pode determinar o bem-estar físico e mental e estes devem ser escolhidos não apenas pelo sabor, mas também pelos nutrientes que oferecem.


Não só o que comemos, mas a forma como comemos também é importante.“Devemos fazer 6 refeições diárias, comer pequenos volumes em cada uma delas, mastigando bem os alimentos” afirma Flávia Morais, coordenadora da área de nutrição da rede Mundo Verde.

Para uma alimentação saudável a base deve ser: cereais integrais, associados a frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos. A combinação fornece grande quantidade de vitaminas e minerais antioxidantes, além de fibras. Os óleo vegetais também devem ter destaque nesse cardápio.


Óleos vegetais, como azeite, óleo de linhaça, de gergelim e de semente de abóbora, são fontes de gorduras benéficas a saúde do coração e, por isso, devem ser consumidos diariamente. “Esses óleos são excelentes opções, tanto para substituir a manteiga nos pães integrais quanto como temperos de saladas no almoço e jantar. Algumas folhas de manjericão dão sabor especials aos óleos”, diz Flávia.

Para os lanches entre as refeições, as opções são mix oleaginosas, como castanha do Brasil, nozes, avelãs e macadamias, com frutas secas, como passas ou damascos. Pequenas porções da mistura ajudam a sanar a fome do meio da tarde. Além disso, frutas secas, como as tâmaras, por exemplo, podem ser alternativas ao açúcar. “Na hora de preparar um suco ou shake, bata uma tâmara junto para adoçar a bebida de forma natural”, completa a nutricionista.


Manter o corpo sempre hidratado, evitar alimentos refinados, industrializados, cheios de conservantes, corantes e gorduras trans, diminuir o consumo de sal, frituras, gorduras animais e álcool, também são exemplos de bons hábitos alimentares que aumentam a qualidade de vida e bem-estar.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink