Dia Nacional da Alimentação na Escola: a agricultura familiar na merenda das crianças

Agronegócio

Dia Nacional da Alimentação na Escola: a agricultura familiar na merenda das crianças

Hoje o programa dá oportunidade ao agricultor familiar que tem como comercializar sua produção e pode investir na qualidade dos produtos
Por:
841 acessos

Nesta sexta, 21 de outubro, foi comemoramos o Dia Nacional da Alimentação na Escola. Segundo pesquisa do consultor da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) Eriberto Buchmann, o percentual de compra de produtos da agricultura familiar na alimentação escolar está crescendo desde 2012 e em alguns casos ultrapassa o mínimo de 30% determinado pela Lei nº 11.947 de 2009, chegando em até 100% de aquisição de produtos dos agricultores familiares.

Hoje o programa dá oportunidade ao agricultor familiar que tem como comercializar sua produção e pode investir na qualidade dos produtos, inclusive com a venda de produtos orgânicos. A Sead tem feito um trabalho de intermediação para colocar o agricultor familiar e suas cooperativas em contato direto com as prefeituras dos municípios para favorecer a venda.

A lei que determina que pelo menos 30% do valor repassado por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) seja investido na compra direta de produtos da agricultura familiar tem o objetivo de estimular uma alimentação adequada com produtos de qualidade, para contribuir com o desenvolvimento das crianças na escola, além de promover hábitos alimentares mais saudáveis.

De acordo com Eriberto Buchmann, o Pnae, além de oferecer produtos de qualidade para as crianças, promove a agricultura familiar e gira a economia. “Dos cerca de R$ 3 bilhões anuais destinados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para o Pnae, aproximadamente R$1 bilhão vai diretamente para a agricultura familiar”.

Sobre o Pnae
O Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) garante a alimentação escolar dos alunos de toda a educação básica dos alunos das escolas públicas desde 1955. Os recursos são repassados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para que os municípios possam suplementar a compra da merenda escolar.

Leia mais aqui.
 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink