Diagnosticado primeiro foco de ferrugem em Chapadão (MS)

Agronegócio

Diagnosticado primeiro foco de ferrugem em Chapadão (MS)

A Fundação Chapadão confirmou o primeiro foco na Fazenda São Caetano
Por: -Redação
8 acessos
Nessa terça-feira (28-11), no laboratório de diagnose de doenças em plantas da Fundação Chapadão, parceria Bayer, a engenheira agrônoma Donita Andrade, responsável pelo laboratório, confirmou o primeiro foco de Ferrugem Asiática no município de Chapadão do Sul, em amostra da fazenda São Caetano. Trata-se de soja da variedade Msoy 6101, na fase R3/R4 de desenvolvimento. Agora mais do que nunca o produtor rural dos municípios tem que ficar alerta e intensificar o monitoramento na sua lavoura, uma vez que outros dois focos foram detectados nos município visinhos de Alto Taquari (MT) no dia 20 e em Chapadão do Céu (GO) no dia 22. O Diretor Executivo da Fundação Chapadão, Edson Borges, informou que no sábado passado (25-11) reuniram-se na Câmara Municipal de Chapadão do Sul mais de 60 técnicos para discutirem as ações que seriam tomadas no controle da ferrugem nestas regiões. No ano passado, a primeira constatação foi feita no início de novembro o que significa que neste ano há um atraso de 28 dias. É certo que esse atraso ocorreu em razão dos treinamentos técnicos realizado pela Fundação e da conscientização dos produtores rurais, em relação ao atendimento das normas do vazio sanitário, diz Borges. Borges afirma ainda que essa primeira constatação não quer dizer que é chegado o momento de se proceder às pulverizações com fungicidas. “È sim, um alerta para que seja intensificado o monitoramento nas lavouras”. Na propriedade, no talhão onde foi encontrado o foco, recomendou-se a aplicação de produto para o controle da ferrugem. De acordo com Borges, o sucesso do controle da doença está em acertar o timing da primeira aplicação e não errar a segunda, o acerto no momento das pulverizações, especialmente das duas primeiras aplicações, é fundamental para que se tenha êxito no controle da ferrugem. Assim, antes de fazer a tomada de decisão, o produtor não pode deixar de procurar o auxílio dos pesquisadores da Fundação Chapadão, tanto para efetivação da diagnose, quanto para a recomendação de controle. A Fundação Chapadão pode ser contatada pelo telefone (67) 3562-2032. As informações são da assessoria de imprensa da Fundação Chapadão.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink