Dicas argentinas para cultivo de mudas
CI
Imagem: Pixabay
OPORTUNIDADE

Dicas argentinas para cultivo de mudas

“A primeira coisa a levar em conta é quais espécies você quer cultivar"
Por: -Leonardo Gottems

Com a chegada da primavera, as atividades no pomar se intensificam e, nesse contexto, os técnicos do Instituto Nacional de Tecnologia Agropecuária (INTA) oferecem uma série de recomendações para a produção de mudas e incorporação de novas espécies. Legumes, frutas, vegetais aromáticos e folhosos, entre as opções. 

“A primeira coisa a levar em conta é quais espécies você quer cultivar e em que quantidade”, explica Claudia Viana, integrante do programa ProHuerta do INTA La Pampa. A boa qualidade das sementes deve ser garantida e coberta com a quantidade certa de substrato. Como nem todos vão germinar, o especialista recomendou semear entre 10% e 15% a mais do que aqueles que pretende transplantar. 

“Para ajudar na germinação podemos dar mais temperatura cobrindo as mudas com um náilon transparente, que nos ajudará a mantê-las sempre úmidas”, aconselhou Viana. Em relação aos recipientes, o especialista recomendou o uso de potes ou itens disponíveis em casa como garrafas, gavetas, recipientes descartáveis ou qualquer outro semelhante, sempre limpos. 

Terceiro, destacou a necessidade de “ter um bom substrato”, que tenha os nutrientes necessários, boa retenção de água e aeração, já que é um elemento chave para a germinação das sementes e desenvolvimento das raízes. “Pode-se usar minhoca, composto, esterco compostado de galinha, cavalo ou coelho, com folhas secas ou perlita”, destacou. 

Na hora do transplante, é preferível fazê-lo ao entardecer ou em dias nublados. É feito quando as mudas já têm três ou quatro folhas, no caso dos vegetais folhosos, e quando o caule atinge a espessura de um lápis no caso de frutas como tomate, pimentão, berinjela. “Como as raízes ainda estão muito fracas, é recomendado que o substrato esteja suficientemente úmido, para que seja facilmente removido do molde, sem quebrar”, disse Viana. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink