Agronegócio

Diferente do que ocorre no atacado de carne bovina, varejistas melhoram seus resultados em 2016

A entrada da segunda quinzena do mês reduz, naturalmente, a venda de carne e tira ainda mais, em um ano de crise, a possibilidade de alta nos preços.
Por:
151 acessos

A entrada da segunda quinzena do mês reduz, naturalmente, a venda de carne e tira ainda mais, em um ano de crise, a possibilidade de alta nos preços.

Em São Paulo, no acumulado dos últimos sete dias, a queda de preços da carne bovina no varejo foi de 1,0%, segundo levantamento da Scot Consultoria. Houve estabilidade em Minas Gerais e no Paraná e desvalorização de 0,9% no Rio de Janeiro neste mesmo período.

A margem dos varejistas, porém, diferente do que ocorre no atacado, segue acima das de 2015.

Atualmente, o mark up está em 66,5%, quase oito ponto percentuais acima do registrado há um ano.
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink