Disponibilidade reduzida intensifica altas da mandioca e preço médio sobe 3,3% na semana

Mandioca

Disponibilidade reduzida intensifica altas da mandioca e preço médio sobe 3,3% na semana

Preços da cebola recuaram pela terceira semana seguida em todas as regiões produtoras de São Paulo, permanecendo abaixo dos custos de produção
Por:
98 acessos

Os preços da cebola recuaram pela terceira semana seguida em todas as regiões produtoras de São Paulo, permanecendo abaixo dos custos de produção. Segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, esse cenário, que está atrelado à elevada oferta de bulbos, levou alguns produtores de São José do Rio Pardo (SP) a estocar o produto, tanto em galpões quanto nas lavouras. Entretanto, devido ao clima mais quente na semana passada, as cebolas não puderam ficar tanto tempo nas roças, para não ter a qualidade afetada.

Em Monte Alto (SP), as exportações de “saquinhos” de 18 kg para o Paraguai e a Argentina continuam sendo uma alternativa para escoar a mercadoria excedente. Em agosto, o Brasil exportou 6,5 mil toneladas de cebolas, conforme dados da Secex. Além de Argentina e Paraguai, o Uruguai também passou a importar cebola brasileira em setembro. Entre 10 e 14 de setembro, a média dos preços em Monte Alto foi de 20 centavos por quilo, na roça, 16,7% menor que a da semana anterior. 
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink