Diversificar produção é saída para ampliar renda em MT

Agronegócio

Diversificar produção é saída para ampliar renda em MT

Pequenos produtores da Baixada Cuiabana apostam na diversificação da produção como alternativa
Por:
479 acessos
Pequenos produtores da Baixada Cuiabana apostam na diversificação da produção como alternativa para melhorar a renda nas propriedades. Alguns incluem até mesmo o cultivo de flores tropicais, como é o caso do produtor Paulo Benetti. Apenas com a produção de flores ele assegura uma renda mensal média de R$ 2 mil. “As flores são o carro chefe da produção na minha propriedade e ocupam 5 hectares, mas o meu desafio é conseguir tornar minha propriedade produtiva com a diversificação e verticalização da produção”. Na busca desse objetivo, Benetti passou a investir recentemente na piscicultura e também na pecuária leiteira.

Assim como ele, a pequena produtora Helena Belai tenta agregar valor aos produtos investindo no cultivo de plantas medicinais e na produção de frutas desidratadas e óleos essenciais sem o uso de agrotóxico, numa área de dois hectares em Cuiabá. “Estou aguardando agora a certificação da minha propriedade com o selo verde porque isso irá facilitar a comercialização dos meus produtos”.

De acordo com o organizador da Expopeq, Osvaldo Camera, essa diversificação na produção é transferida também para a exposição de animais e a feira dos produtos originários da agricultura familiar. Ele lembra que o produtor pode melhorar a renda com, por exemplo, a criação de pássaros ornamentais. “Do ano passado para cá, a venda de calopsita aumentou 600% em Cuiabá e hoje a demanda é dez vezes maior do que a oferta”.

Essa predileção da população por espécies raras e exóticas está fazendo o sucesso nos negócios no orquidário onde Mari Santos é gerente. No ano passado, foram inauguradas duas novas unidades no Estado, sendo uma na capital e outra no município de Lucas do Rio Verde, além das três já existentes em Campo Novo do Parecis, Sorriso e Primavera do Leste. “Nós trazemos as plantas e aclimatamos no Estado”.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink