Dólar e clima derrubam preços de grãos

Agronegócio

Dólar e clima derrubam preços de grãos

Os papéis da soja para entrega em agosto (segunda posição) caíram 30 centavos de dólar (2,68%), para US$ 10,90 por bushel
Por:
1377 acessos

De São Paulo - A desvalorização do dólar em relação a outras moedas e previsões meteorológicas favoráveis às lavouras americanas de milho, soja e trigo determinaram a retração das cotações dessas commodities ontem na bolsa de Chicago.

A maior baixa foi a do milho, que como a soja acusou as previsões de que o clima quente e seco em regiões do Meio-Oeste dos EUA pode acelerar o desenvolvimento das plantações. Até o momento, elas estão em melhores condições do que nesta mesma época de 2008, segundo o USDA, o departamento da agricultura do país.

Os contratos do grão com vencimento em setembro (que ocupam a segunda posição de entrega, normalmente a de maior liquidez) fecharam a US$ 3,9350 por bushel, recuo de 13,75 centavos de dólar (3,38%). No ano, a queda acumulada da segunda posição já é de 5,8%, conforme cálculos do Valor Data.

Os papéis da soja para entrega em agosto (segunda posição) caíram 30 centavos de dólar (2,68%), para US$ 10,90 por bushel. Em 2009 a variação acumulada ainda é positiva, mas os ganhos caíram para 11,22%.

No mercado de trigo, pesou a notícia de que a colheita da safra de inverno dos EUA está acelerada em importantes regiões do país, apesar do atraso verificado em Kansas. O bushel para setembro (segunda posição), caiu 9,50 centavos de dólar (1,63%), para US$ 5,75, e no ano a baixa é de 7,78%.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink