Dólar ronda estabilidade após quedas recentes, apesar de exterior positivo

ESTABILIDADE

Dólar ronda estabilidade após quedas recentes, apesar de exterior positivo

No exterior, alguns dados fracos na zona do euro e nos EUA serviam de lembrete das preocupações com a atividade
Por:
302 acessos

O dólar rondava a estabilidade ante o real nesta segunda-feira, em meio à expectativa no Brasil por um pacote econômico e pelo leilão de excedentes da cessão onerosa, tendo como pano de fundo um ambiente externo que mira otimismo com progressos comerciais entre EUA e China e indicadores econômicos fracos.

O real ficava atrás de algumas moedas emergentes, como peso chileno e rand sul-africano, mas a divisa brasileira vem se semanas com desempenho melhor, enquanto os pares de África do Sul e Chile sofreram fortes depreciações recentemente.

Por volta de 12h22, o dólar à vista era cotado a 3,9979 reais na venda, ligeira alta de 0,06%. Na B3, o contrato de dólar de maior liquidez subia 0,16%, a 4,0030 reais.

O cenário doméstico era favorável nesta sessão, com os agentes do mercado aguardando um amplo conjunto de medidas econômicas, mirando o corte de incentivos tributários e a desvinculação de recursos de fundos não constitucionais para pagamento da dívida pública, entre outras iniciativas.

A expectativa é que Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, entreguem às 11h de terça-feira ao Senado todas as medidas referentes ao pacto federativo, que terão sua tramitação iniciadas na Casa. Uma coletiva à imprensa deverá ser realizada no mesmo dia.

“Do ponto de vista doméstico para a semana, não é um cenário ruim”, disse Alessandro Faganello, operador de câmbio da Advanced Corretora. “Há o pacote do Paulo Guedes, que será apresentado amanhã, uma notícia positiva, junto com o megaleilão de quarta-feira.”

O leilão de excedentes da cessão onerosa será realizado na quarta-feira, com altas expectativas dos investidores sobre a entrada de fluxos no Brasil. O bônus total das áreas que serão leiloadas foi fixado em 106,6 bilhões de reais, o que pode fazer da licitação a maior de áreas de petróleo do mundo, segundo autoridades brasileiras.

No exterior, alguns dados fracos na zona do euro e nos EUA serviam de lembrete das preocupações com a atividade.

Daqui para frente, segundo Faganello, o foco cairá sobre o discurso da nova presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, e sobre a ata do Copom, no dia seguinte, em busca de pistas sobre a política monetária no Brasil e na Europa.

O índice do dólar contra uma cesta de importantes divisas avançava 0,12%.

O Banco Central vendeu nesta terça-feira 5.100 contratos de swap cambial reverso, de oferta de até 12.000, e 255 milhões de dólares em moeda à vista, de oferta de 600 milhões. A autoridade monetária colocou ainda 6.900 contratos de swap tradicional em leilão de rolagem do vencimento janeiro de 2020.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink