Dólar se afasta de máximas
CI
Imagem: Pixabay
ECONOMIA

Dólar se afasta de máximas

Às 11h58, o dólar recuava 0,08%, a 5,5831 reais na venda
Por:

O dólar apresentava volatilidade nesta quinta-feira, deixando para trás os picos do dia depois de ter alcançado seu nível mais alto em um mês, com temores globais sobre um salto nos casos de Covid-19 e riscos fiscais locais abalando os nervos dos investidores.Na máxima, alcançada por volta de 10h45, a cotação foi a 5,625 reais, alta de 0,67%, mas passou a perder força depois de o Tesouro Nacional anunciar os volumes dos lotes de títulos públicos para leilão de venda nesta quinta-feira.

O Tesouro reduziu a oferta de LFT (título com rentabilidade atrelada à Selic) para 100 mil papéis, ante 500 mil de operações recentes, e elevou a disponibilidade de NTN-F --ativo com tradicional demanda de estrangeiros-- de curto prazo.

No geral, o ajuste feito pelo Tesouro foi elogiado, depois de leilões recentes em que os volumes e disposição dos lotes causaram instabilidade no mercado de renda fixa, o que acabou contaminando o câmbio, tendo de pano de fundo temores sobre a sustentabilidade fiscal do país.

Às 11h58, o dólar recuava 0,08%, a 5,5831 reais na venda. Na mínima do dia, atingida por volta de 11h20, a cotação caiu 0,51%, a 5,5591 reais.

O contrato mais líquido de dólar futuro caía 0,20%, a 5,5805 reais, após alcançar 5,6240 reais, maior patamar intradia desde 26 de agosto.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink