Dólar sobe ante real em nova sessão de volatilidade
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,200 (0,72%)
| Dólar (compra) R$ 5,63 (0,59%)

Imagem: Pixabay

ECONOMIA

Dólar sobe ante real em nova sessão de volatilidade

Analistas têm chamado atenção para fatores técnicos no câmbio em meio à maior volatilidade
Por:
301 acessos

 O dólar subia ante o real nesta segunda-feira, tendo avançado perto de 1% e caído 0,2% ao longo da manhã, conforme o mercado seguia volátil diante de menor liquidez e incertezas sobre a pandemia e fluxos de moeda ao Brasil.

O real estava entre as moedas de pior desempenho nesta sessão, e a lista tinha presença de divisas da América Latina, região do mundo onde a pandemia se mantém resiliente, mas que mesmo assim tem visto reabertura das economias por governos. Essa combinação ameaça gerar uma nova onda de casos potencialmente prejudicial à recuperação da atividade.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) relatou no domingo recorde de mais de 230 mil novos casos de Covid-19 no mundo. Nos EUA, quase 63 novos mil casos foram informados no domingo, enquanto no Brasil os registros revelaram 24.831 novas infecções de sábado para domingo.

“O risco de fechamento amplo e sincronizado das economias segue limitado e dependerá de eventual saturação dos sistemas de saúde. Esse processo pode contribuir para atrasar ou mesmo limitar a recuperação econômica, além de poder limitar a melhora dos mercados”, disse o Bradesco em nota.

Analistas têm chamado atenção para fatores técnicos no câmbio em meio à maior volatilidade.

O Credit Suisse cita que o real tem oscilado em torno dos 5,30 reais recentemente, mas que ainda acredita que a moeda poderá testar de novo a região de 6 reais.
“Estamos buscando uma faixa em níveis mais altos para entrarmos em jogo, com riscos de curto prazo inclinados para um novo teste da atual máxima e da barreira psicológica em 5,9714 reais/6,0000 reais”, disseram estrategistas do banco, vendo a taxa de 4,7558 reais como piso do mercado.

O dólar se aproximou de 6 reais em meados de maio.

“Abaixo de 4,7558 reais, podemos ver um retorno à média móvel de 200 dias em 4,6522 reais e, em seguida, ao patamar equivalente a 78,6% da retração de Fibonacci e a um forte nível de suporte na casa de 4,4253 reais/4,3386 reais.”

Já analistas do DailyForex avaliam que quem quiser se arriscar na venda de dólar deve se apressar.

“Se especuladores mantiverem o nível de 5,5000 como guia e quiserem vender dólar/real nos níveis atuais enquanto o par testa uma faixa bastante consolidada, agora é a hora de agir”, disseram. “O rumo do sentimento de risco no mundo é algo difícil de prever. Muitos balanços trimestrais devem começar a ser publicados por empresas norte-americanas nesta semana, o que certamente afetará os mercados globais.

O dólar à vista subia 0,57%, a 5,3539 reais na venda.

A moeda oscilou entre alta de 0,93% (para 5,3731 reais) e queda de 0,23% (para 5,3115 reais).

Na B3, o dólar futuro registrava alta de 0,53%, a 5,3565 reais.

No exterior, o índice do dólar frente a uma cesta de moedas tinha perda de 0,3%. O peso colombiano perdia 0,2%, enquanto o peso mexicano oscilava em torno da estabilidade —ambas na ponta mais fraca da tabela de movimento do câmbio nesta sessão.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink