Agronegócio

Dom Feliciano inaugura a primeira agroindústria do município

Os moradores do município da Região Centro-Sul passaram a contar com a primeira agroindústria de suco de uva.
Por:
418 acessos

O dia 30 de junho representa um marco na história de Dom Feliciano, pois os moradores do município da Região Centro-Sul passaram a contar com a primeira agroindústria de suco de uva. A solenidade de inauguração ocorreu na fábrica, com a presença de mais de 150 pessoas, dentre agricultores e autoridades. A agroindústria tem a capacidade de processar cinco toneladas de uvas ao dia, em dois turnos, e deverá absorver a produção de uvas que foi, na última safra, de 120 toneladas.

O suco de uva, segundo o presidente da Cooperativa Agropecuária Centro-Sul (Coopacs), Alvorino Miritz, será vendido no comércio local e mercados institucionais. Os produtores de uva que fazem parte da cooperativa é quem se utilizarão da agroindústria, que será cedida pela Prefeitura aos associados, sendo inicialmente de 22 produtores.

O ato de inauguração foi promovido pela Prefeitura, em parceria com Emater/RS-Ascar, Coopacs e Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR). A Emater/RS-Ascar participou ativamente desde a elaboração do projeto, que teve origem no processo de planejamento iniciado em 2001 e que apontou, através de diagnósticos, as necessidades de se buscar a diversificação das atividades e renda das famílias rurais do município, até a organização e capacitação dos produtores em cooperativismo, auxílio na busca de novos mercados, qualificação do processo produtivo e do beneficiamento até a consolidação da agroindústria.

Na solenidade estiveram presentes o diretor do Departamento de Agricultura Familiar e Agroindústria da SDR, Dionatan Tavares, o gerente regional da Emater/RS-Ascar em Porto Alegre, Ademir Santin, o prefeito Dalvi Soares de Freitas, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), Ênio Maciejewski, o secretário municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável e Meio Ambiente, Renan Ferreira, o presidente da Coopacs, Alvorino Miritz, representante do poder legislativo, Benjamim Figueira da Silva, e gerentes dos bancos do Brasil, Banrisul e Sicredi. 
Para Tavares, uma das formas de se fortalecer a agricultura familiar é por meio da agroindustrialização, ?e é isto que Dom Feliciano está fazendo, e isto foi possível graças à união de esforços da SDR, Prefeitura e Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDA)?, ressaltou, ao elogiar a agroindústria como sendo ?uma ferramenta de gestão, evolução e geração de renda?.

A infraestrutura da agroindústria de suco de uva e os equipamentos necessários foram obtidos com o investimento total de R$ 482.014, 38, sendo R$ 150 mil provenientes do MDA, R$ 179.773,68 da SDR, e o restante do valor, R$ 152.240,70, oriundo de recursos da Prefeitura.
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink