Agronegócio

Dourados terá formação profissional para a cadeia da cana-de-açúcar

Dourados terá um Centro de Excelência em Educação Profissional e Assistência Técnica Rural, voltado para o ensino técnico e profissional e capacitação de profissionais nas atividades relativas à cadeia produtiva da cana-de-açúcar
Por:
1123 acessos
Dourados terá um Centro de Excelência em Educação Profissional e Assistência Técnica Rural, voltado para o ensino técnico e profissional e capacitação de profissionais nas atividades relativas à cadeia produtiva da cana-de-açúcar. O anúncio foi feito pelo presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul) e do Conselho Deliberativo do Sebrae MS, Eduardo Riedel, durante a abertura do 7º Canasul e a 3ª Feira Sucroenergética e Metalmecânica do município, na noite desta quarta-feira (02).
 
O projeto é da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e inclui Dourados em uma ação maior, na qual serão construídos 11 centros de excelência em diferentes estados brasileiros. Além da cana-de-açúcar, as cadeias da avicultura, bovinocultura de corte, bovinocultura de leite, cafeicultura, caprinocultura, fruticultura, mecanização agrícola, ovinocultura de lã, silvicultura e sistemas agroflorestais também serão estudadas nos centros de excelência. 
 
Durante a abertura do Canasul, Riedel lembrou da polêmica gerada em 2006, quando o setor sucroenergético começou a se consolidar no Estado, sobre os efeitos da integração desta cadeia ao agronegócio local. "E hoje temos um setor em franco desenvolvimento, crescendo com tecnologia, ciência e responsabilidade sócio ambiental", sustentou. "E se não investirmos em tecnologia, podemos perder o rumo desse crescimento", salientou, referindo-se à instalação do Centro de Excelência. 
 
O diretor superintendente do Sebrae MS, Claudio George Mendonça, reforçou a atuação da entidade na valorização das pequenas e micro empresas do segmento. "Tivemos uma movimentação de R$ 20 milhões no ano passado e, este ano, a expectativa é de chegarmos a R$ 30 milhões", enfatizou. A abertura do evento teve a presença do governador, Adré Puccinelli, do deputado estadual, Márcio Monteiro, e do prefeito de Dourados, Murilo Zauith, entre várias outras lideranças estaduais.
 
O Canasul & Agrometal vai até esta sexta-feira (04). Na programação do Canasul estão cursos, palestras, workshops e simpósios abordando temas relacionados à cadeia. A feira tem participação de 65 empresas de produtos e serviços. A previsão é de que o evento atraia 6 mil participantes e que a rodada de negócios encerre em R$ 30 milhões. 
 
Sobre o Sistema Famasul – O Sistema Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS) é um conjunto de entidades que dão suporte para o desenvolvimento sustentável do agronegócio e representam os interesses dos produtores rurais de Mato Grosso do Sul. É formado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Fundação Educacional para o Desenvolvimento Rural (Funar), Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja/MS) e pelos sindicatos rurais do Estado.
 
O Sistema Famasul é uma das 27 entidades sindicais que integram a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Como representante do homem do campo, põe seu corpo técnico a serviço da competitividade da agropecuária, da segurança jurídica e da valorização do homem do campo. O produtor rural sustenta a cadeia do agronegócio, respondendo diretamente por 17% do PIB sul-mato-grossense. 
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink