EBDA instala quatro novos campos para a produção de sementes
CI
Agronegócio

EBDA instala quatro novos campos para a produção de sementes

Equipamentos vão fornecer sementes de feijão, vigna (feijão-de-corda) e milho aos agricultores do território e de outras localidades
Por:
Equipamentos vão fornecer sementes de feijão, vigna (feijão-de-corda) e milho aos agricultores do território e de outras localidades

A equipe da Divisão de Produção Vegetal (DPV) da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), vinculada à Secretaria da Agricultura (Seagri), instalou quatro novos campos de sementes de feijão, vigna (feijão-de-corda), e milho – safra de verão 2013/2014 –, em três comunidades da região de Juazeiro e uma no município de Tucano, na Bahia. A ação é uma iniciativa do Programa Semeando, desenvolvido pela empresa.


Antes da instalação, 133 agricultores familiares das comunidades de Salitre, Pilar e Canudos e Tucano, receberam instruções sobre produção de sementes de milho da variedade caatingueiro, de feijão e vigna. A atividade, com foco na sustentabilidade da agricultura familiar, prevê um excelente potencial de produção.


Como exemplo, o engenheiro agrônomo da EBDA, Eli Santana, cita o trabalho realizado na comunidade de Salitre, onde foi disponibilizada, para o programa, uma área de 15 hectares, com previsão de colheita de 45 toneladas de sementes.

Já a comunidade de Pilar, no distrito de Jaguarari, cedeu uma área de 70 hectares, distribuída em 50 hectares de feijão – para produção de 100 toneladas de sementes –, e 20 de milho, de onde se espera a produção de 60 toneladas.

Os produtores da Cooperativa dos Agricultores Familiares de Canudos possuem uma área de 109 hectares, sendo 64 de feijão, 20 de milho e 25 de vigna, onde a meta é obter 128 toneladas de sementes de feijão, 60 de milho e 25 de vigna.

Com relação à Associação de Agricultores Familiares do Distrito de Irrigação de Tucano, estes contam com uma área de 40 hectares, com o objetivo de obter 120 toneladas de milho. "As sementes produzidas nestas áreas serão distribuídas aos agricultores do próprio território e de outras localidades", informou Eli Santana.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.