El Niño é fraco ou está atrasado, segundo meteorologistas internacionais
CI
Agronegócio

El Niño é fraco ou está atrasado, segundo meteorologistas internacionais

No Sul do Brasil fenômeno costuma produzir chuvas acima da média
Por:

O fenômeno climático El Niño, esperado para este ano, provavelmente se desenvolverá de maneira mais fraca do que o inicialmente previsto quase no fim do verão ou no início do outono no Hemisfério Norte, de acordo com o serviço meteorológico MDA, enquanto o grupo LLC diz que talvez ele se atrase alguns meses.


O padrão de clima mais seco no Sudeste da Ásia e no leste da Austrália e as fracas chuvas de monção na India são sinais de um provável El Niño. As águas tropicais esquentaram para um limiar que favorece o evento, mas esfriaram novamente e, agora, estão neutras.


Óleo de palma, cacau, café e açúcar estão entre as culturas que mais sofrem risco, segundo o grupo Goldman Sachs. A Indonésia e a Malásia abastecem 86% da demanda mundial de óleo de palma, enquanto o Vietnã é o maior produtor de café robusta, a India é o segundo maior produtor mundial de açúcar e a Indonésia é o terceiro maior produtor de cacau.


No Sul do Brasil o fenômeno costuma produzir chuvas acima da média e interferir negativamente na produção de arroz.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink