El Niño já provoca chuvas acima da média no Paraná

Agronegócio

El Niño já provoca chuvas acima da média no Paraná

Meteorologista fala sobre a previsão do tempo para os próximos dias e seu impacto para as culturas
Por: -Janice
809 acessos

“O El Niño vem neste segundo semestre”. A previsão é do meteorologista Luiz Renato Lazinski, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), destacando que no Paraná, o fenômeno já está atuando, com chuvas acima da média.

De acordo com Lazinski, a chegada do El Niño deve provocar chuvas mais abundantes, acima da média e melhor distribuídas, no Centro-sul da América do Sul. Contudo, ele alerta que um grande volume de chuva pode ser prejudicial no final do ciclo das culturas de inverno. O trigo, por exemplo, que pode ter problemas de doença e de qualidade. Já as culturas de milho e soja serão favorecidas. “Clima excelente para o milho e soja, apesar de mais úmido, o que pode trazer algum problema com as doenças, mas isto é mais fácil de resolver”, diz o meteorologista.

Para este segundo semestre, devemos acompanhar notícias inversas às apresentadas no primeiro semestre, quando tivemos enchentes no Norte e Nordeste do Brasil e estiagem no Sul. Segundo Lazinski, agora deverá ocorrer muita chuva no Sul do Brasil e estiagem no Norte e Nordeste do Brasil. A notícia irá favorecer as lavouras do Sul e trazer preocupação para os produtores do Norte, do Centro-oeste e Nordeste do Brasil, que deverão enfrentar problemas de estiagem.

Frio Intenso

“Prepare a lenha pro fogão, muito frio nos próximos dias para todo o Sul, parte do Sudeste e Paraguai”, alerta Lazinski. A previsão é de geadas na maior parte das lavouras de trigo do Oeste e Norte do PR, Sul do MS e Paraguai. “Estas lavouras já estão espigando, emborrachando e florescendo, nem preciso dizer que o prejuízo vai ser grande”, completa. Nas lavouras mais ao Sul do PR, SC e RS, ainda estão na fase inicial e as geadas são até benéficas.

Corroborando com os prognósticos do meteorologista, o Sul vivencia este fim de semana marcas negativas que somente foram vividas há 10 anos.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink