El Niño pode favorecer produtividade das lavouras

Agronegócio

El Niño pode favorecer produtividade das lavouras

Os agricultores podem ter uma produtividade até quatro vezes o valor apontado
Por: -Neila Baldi
1 acessos

Se depender de São Pedro - o dono das chaves do céu - os agricultores brasileiros podem ter uma produtividade média até quatro vezes o valor apontado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Isso porque, na última ocorrência do fenômeno climático El Niño, na safra 2002/03, o crescimento da produtividade da lavoura brasileira foi de 16%.

Segundo os institutos de meteorologia, já há manifestação do fenômeno no Oceano Pacífico. No entanto, apenas depois do dia 23 é que o País começará a sofrer os efeitos do El Niño, que tradicionalmente traz chuvas acima da média no Sul do País e seca no Nordeste. Este ano, as manifestações serão brandas. O último grande desastre provocado pelo fenômeno foi em 1983, quando as chuvas em Santa Catarina foram cinco vezes acima da média.

"A agricultura será favorecida, sobretudo no Sul, que terá chuvas regulares, ao contrário dos últimos oito anos", diz Expedito Rebello, chefe de Divisão de Pesquisas Aplicadas do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Marcelo Pinheiro, da ClimaTempo, acrescenta que com a ocorrência do fenômeno, as temperaturas tendem a ficar na média ou acima dela.

Rebello lembra que, tradicionalmente, quando há incidência de El Niño, no ano seguinte há a manifestação de La Niña, fenômeno de característica contrária, com seca no Sul. Portanto, se nesta safra os produtores podem ter grande produtividade, na seguinte, poderão voltar a ter problemas.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink