Investimentos

Em evento na Holanda, Novacki adianta que será lançado o Agro+ Investimentos

O programa será ainda apresentado ao presidente da República e deve começar em janeiro, identificando oportunidades no agronegócio
Por:
46 acessos

Durante o Brazil Network Day – BND, evento do qual participou na Holanda, nesta terça-feira (7), o secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Eumar Novacki, anunciou que o Mapa lançará até o início do próximo ano o programa Agro+ Investimentos que vai apontar potencialidades de negócios no setor agropecuário em cada região do Brasil. “Vamos demonstrar onde os investimentos são bem-vindos e rentáveis. É um trabalho junto com o Ministério das Relações Exteriores e com as suas embaixadas, promovendo encontro entre empresários brasileiros e do exterior”.

Novacki está em missão oficial à Holanda com o objetivo de derrubar barreiras comerciais e, assim, aumentar o fluxo de comércio entre os dois países. O comércio entre Brasil e Holanda atualmente é de US$ 8,5 bilhões anuais. O evento realizado nesta terça-feira é iniciativa da embaixada brasileira para melhorar o ambiente de negócios.

Sobre o programa Agro+ Investimento, Novacki disse que está sendo preparado com muito cuidado, com todas as questões técnicas envolvidas. “Trata-se de um esforço adicional para o setor do agronegócio, que é a locomotiva da economia do pais.”Acrescentou que o Mapa tem a obrigação de defender os produtores e que serão trazidos elementos para, junto com os outros ministérios (Transporte, Casa Civil, Fazenda e Planejamento), realizar um planejamento de longo prazo, que inclui investimentos em logística. “Queremos fazer com que essa locomotiva ganhe mais velocidade”, afirmou.

Novacki lembrou que o Ministério da Agricultura realiza um trabalho científico junto com a Embrapa de mapeamento da produção agrícola brasileira, sobre a necessidade de intervenções logísticas que possam ser realizadas com o menor custo possível. “O estudo está sendo complementado agora com informações que são importantíssimas como por exemplo, onde o estado deve atuar diretamente, onde fazer parceria público privada e onde fazer concessão”.

O secretário-executivo visitou o Centro de Inovações FrieslandCampia, líder mundial em produtos lácteos, empregador de 22 mil pessoas em 32 países, inclusive no Brasil. Localizado próximo da Universidade de Wageningnen, o centro desenvolve avançadas tecnologias para produtos lácteos. Segundo Novacki, há interesse no fornecimento de matéria prima para a FrieslandCampina em seus diversos mercados.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink