Em MS, pecuaristas investem para evitar morte de gado pelo frio intenso

Agronegócio

Em MS, pecuaristas investem para evitar morte de gado pelo frio intenso

A maioria das propriedades rurais são abertas, com poucas árvores
Por:
1083 acessos
G1 - Pecuaristas da região sul de Mato Grosso do Sul estão preocupados com a onda de frio dos últimos dias. Eles buscam formas de proteger o rebanho da baixa temperatura que, no ano passado, foi a causa da morte de milhares de cabeças de gado.

Em uma semana de inverno, as temperaturas despencaram cerca de 20º C. Preocupação para os criadores da fronteira com o Paraguai, onde o inverno costuma ser mais intenso. No ano passado, muitos pecuaristas perderam cabeças de gado por causa das quedas bruscas na temperatura, muitos animais morreram de hipotermia.


No inverno, a preocupação dos pecuaristas aumenta justamente porque a maioria das propriedades rurais por são abertas, com poucas árvores.

Em 2010 o pecuarista Silvino Vieira perdeu 179 cabeças de gado. Ele fez investimentos na propriedade para evitar o mesmo problema do ano passado. "Temos a plantação de eucalipto, onde o gado vai se refugiar no frio. Temos também mais suplementos", explica.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink