Em São Paulo, viés de baixa no mercado do boi gordo perde força, mas arroba se mantém estável

Agronegócio

Em São Paulo, viés de baixa no mercado do boi gordo perde força, mas arroba se mantém estável

A pressão de baixa no mercado do boi gordo, explicada pelo lento escoamento da carne no atacado, diminuiu em relação às semanas anteriores
Por:
415 acessos

A pressão de baixa no mercado do boi gordo, explicada pelo lento escoamento da carne no atacado, diminuiu em relação às semanas anteriores. Porém, o mercado segue sem força para que ocorra valorização. Mesmo com a alta no preço da carne com osso no atacado o escoamento da produção está lento, o que não incentiva as indústrias a ofertarem preços melhores pela arroba do boi de animais terminados.

Parte dos frigoríficos estão com ociosidade elevada, o que ocasionou na redução dos estoques e permitiu a alta no atacado. Com a valorização nos preços da carne com osso no mercado atacadista, a margem das indústrias que não desossam (Equivalente Scot Carcaça) melhorou e está em 18,5%.

A margem acima da média histórica permite aos frigoríficos ofertarem preços melhores pela arroba do boi gordo, porém, com o consumo da carne bovina em baixa, não há estímulo para que isso ocorra. Para curto prazo fica a expectativa quanto ao escoamento da carne, uma vez que esse é o fator que pode colaborar para que ocorram mudanças no mercado do boi gordo.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink