Agronegócio

Em um raro movimento, Cuba compra óleo de soja dos EUA

Cuba fez sua primeira compra de óleo de soja dos Estados Unidos em mais de cinco anos neste mês
Por: -Michael Hirtzer
1852 acessos

Cuba fez sua primeira compra de óleo de soja dos Estados Unidos em mais de cinco anos neste mês, o mais recente sinal de que as secas e fortes chuvas na América do Sul apertaram a oferta e interromperam padrões de comércio que vigoravam há muito tempo. Os compradores de grãos de soja e produtos derivados se voltaram aos EUA após as chuvas reduzirem a qualidade da safra de soja da Argentina e os estoques caírem no Brasil. O Brasil é o maior exportador de soja, enquanto a Argentina exporta a maior quantidade de óleo de soja e farelo.

Em uma movimentação atípica, os Estados Unidos venderam 7.600 toneladas de óleo de soja para a ilha caribenha na primeira semana de junho, de acordo com dados divulgados pelo Departamento de Agricultura dos EUA na sexta-feira. Embora os embarques tenham representado uma pequena porção das exportações norte-americanas, foi o maior envio à Cuba desde 2010 e o primeiro desde 2011. As empresas envolvidas não foram identificadas. Um operador observou que o óleo refinado poderia ser usado para alimentação.

Alguns operadores disseram que a venda poderia marcar um retorno discreto de Cuba às costas norte-americanas em busca de produtos agrícolas, incluindo arroz, frangos e trigo, com a melhora das relações dos ex-inimigos da Guerra Fria, mais de um século após os EUA aplicarem um embargo em sua vizinha no Mar do Caribe.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink