Soja

Emater desenvolve ação de manejo integrado de doenças da soja

A ferrugem asiática, principal doença da cultura, exige bom monitoramento e controle no momento certo
Por:
221 acessos

A soja representa a principal exploração agrícola do Paraná. O sucesso dos agricultores que investem nessa cultura depende de inúmeros fatores, dos quais destacamos as condições climáticas e a incidência e o controle de doenças da soja. A ferrugem asiática, causada pelo fungo Phakopsora pachyrhizi, é a principal doença da soja e exige conhecimento, um bom monitoramento das lavouras e o controle com fungicidas no momento certo. Sua incidência depende de condições climáticas favoráveis e da presença de esporos do fungo causador.

O uso excessivo de fungicidas, muitas vezes no momento inadequado, tem contribuído para a redução da eficiência dos mesmos, pois esta prática acaba selecionando fungos resistentes, onerando custos de produção e preocupando pesquisadores, técnicos e produtores. Com o objetivo de auxiliar no monitoramento desta doença, indicar o melhor momento de controle da Ferrugem e reduzir custo, o Instituto Emater de Boa Esperança instalou na propriedade do agricultor Ivonei Bruno Metzger um coletor de esporos, que são as “sementinhas microscópicas” do fungo dispersas pelo vento.

Doenças da soja

De acordo com o aparecimento dos esporos e condições adequadas de umidade para germinação dos mesmos nas folhas da soja, orienta-se o melhor momento para aplicação de fungicidas. A maioria dos agricultores da região fazem aplicações preventivas, sem monitoramento das lavouras e sem saber se os esporos estão presentes.

Coletor de esporos

O coletor de esporos não será a única fonte de informação para tomada de decisão sobre aplicar ou não fungicidas. Também será realizada a vistoria semanal de folhas, especialmente em locais mais propícios ao aparecimento da doenças da soja, a avaliação das condições climáticas favoráveis, principalmente período de molhamento foliar, a constatação da doença na região e a fase de desenvolvimento da lavoura.

Ferrugem da soja

Além de servir como fonte de referência sobre a incidência ou não de doenças da soja como a ferrugem da soja, a unidade onde foi instalada o coletor será utilizada para reunir agricultores para avaliar a presença de pragas e o desenvolvimento da cultura no município. A unidade municipal da Emater de Boa Esperança atendeu 79 agricultores familiares durante 2017, com ênfase na produção sustentável.

 

 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink