Emater estimula preservação ambiental em Mossâmedes

Agronegócio

Emater estimula preservação ambiental em Mossâmedes

Município é uma das Unidades Pilotos da nova metodologia Rede de Inovação Rural
Por:
244 acessos

Devido à escassez hídrica enfrentada pelo município de Mossâmedes e região, a Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater) realizou uma reunião para desenvolver projetos na área de preservação ambiental. Ao todo, cerca de 20 pessoas, entre produtores rurais e profissionais da Emater, integraram a reunião realizada na última quinta-feira (8/12), na propriedade rural Conceição.

Segundo a técnica da Unidade Local da Emater no município, Esmeralda Arcanjo de Aguiar Araújo, 18 produtores recebem assistência técnica, por meio da nova metodologia da Agência, a Rede de Inovação Rural.  De acordo com a profissional, ainda não é possível mensurar a quantidade exata de produtores rurais que receberão projetos na área de preservação ambiental. “Essa foi nossa primeira reunião e discutimos as possibilidades de execução do projeto”, explicou Esmeralda Arcanjo. 

Ainda de acordo com a técnica, é necessário buscar parcerias com entidades atuantes no município como Ministério Público de Goiás (MP GO) e Prefeitura Municipal para a concretização das ações na área de conservação do solo. 

No campo

De acordo com a técnica, as práticas de conservação do solo são emergenciais visto que o município tem enfrentado problemas com a escassez do recurso hídrico. Quem tem observado, na prática, a diminuição do volume de água nas nascentes é a produtora rural que participou da reunião Darvaci Rezende da Cunha. 

Segundo a produtora do município de Mossâmedes, a reunião foi muito importante para apresentar aos produtores rurais os projetos da Emater na área de preservação e ressaltar a importância das práticas de conservação do solo para o equilíbrio do volume de água nos mananciais. “O rio Conceição corta a minha propriedade e a diminuição do nível do recurso tem me assustando muito”, expôs a Darvaci. 

Ainda de acordo com a produtora rural, entre as práticas de conservação estão cercamentos e curvas de nível. “Na minha propriedade, além do rio, temos uma nascente que estava com o problema de voçoroca. Então, passei a realizar o plantio nessa área e aos poucos, conseguimos recuperar aquela área”, afirmou a Darvaci Rezende. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink