Emater-MG apresenta pesquisa que reduz o uso de herbicidas
CI
Agronegócio

Emater-MG apresenta pesquisa que reduz o uso de herbicidas

O objetivo foi encontrar uma dose ideal de herbicida para ser utilizada no sistema de integração lavoura pecuária, com o plantio consorciado de milho e braquiária
Por:
A redução no uso de herbicidas no sistema de integração lavoura pecuária é o foco de uma pesquisa liderada pela Emater-MG, a ser divulgada no XXVII Congresso Nacional de Milho e Sorgo, que começou neste domingo (31), em Londrina, no Paraná. O objetivo foi encontrar uma dose ideal de herbicida para ser utilizada no sistema de integração lavoura pecuária, com o plantio consorciado de milho e braquiária, de maneira que o crescimento do capim fosse controlado sem prejudicar a formação de pastagem e a cultura do cereal.


Na quinta-feira (4), último dia do evento, o extensionista Leonardo Ferreira Calsavara apresentará o artigo, do qual é um dos autores, intitulado "Formação de Pastagem de Capim braquiária Consorciada com Milho Utilizando Doses Reduzidas de Herbicidas". O trabalho também contou com a participação do coordenador de Culturas da Emater-MG, Walfrido Machado Albernaz.

O experimento, com o apoio da Embrapa e outras empresas parceiras, tem sido aplicado no município de São Brás do Suaçuí, região Central do Estado, desde novembro de 2007. O trabalho de campo foi realizado na propriedade do agricultor familiar Luis de França Maia, por meio de testes com doses diferentes de herbicidas. Até agora, conta Leonardo Calsavara, constatou-se que com pequenas doses de determinados herbicidas é possível retardar o crescimento da braquiária (capim), ter uma boa produtividade de milho e garantir a preservação das pastagens para a época de seca.


Após a conclusão da pesquisa, a Emater-MG pretende levar o conhecimento adquirido, por meio de seminários, dias de campo, encontros e debates, a todos os agricultores familiares interessados no sistema de integração lavoura pecuária (ILP), que já foi implantada em cerca de 60 municípios do Estado com o apoio dos extensionistas da Emater-MG. A técnica significa mais economia para o produtor rural, que terá menos gastos em herbicidas e maior produção de silagem (farelo de milho que alimenta o gado). Além disso, há vantagens na questão ambiental, pois com a diminuição de herbicida no solo, a capacidade de infiltração da chuva fica maior, e conseqüentemente a recarga de água do solo aumenta, assim como a matéria orgânica, essencial para o desenvolvimento das plantas.

Para Leonardo Calsavara, a apresentação da pesquisa da Emater-MG, no Congresso em Londrina, é uma oportunidade de mostrar aos profissionais de todo o Brasil o trabalho realizado pela empresa junto aos agricultores familiares na área de Integração Lavoura Pecuária. "Iremos mostrar que agricultura familiar é referência de trabalhos bem-sucedidos. Trabalhos que podem servir de modelo para a agricultura empresarial", declarou o extensionista.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.