Emater-MG assina convênios para ampliar atividades no campo

Agronegócio

Emater-MG assina convênios para ampliar atividades no campo

Valor aproximado dos convênios é de R$ 1,7 milhão
Por:
284 acessos

A Emater-MG assinou no início deste mês três convênios que irão contribuir para aprimorar os trabalhos da empresa no campo, principalmente aqueles ligados à bovinocultura. Com valor que somam cerca de R$ 1,7 milhão, os documentos foram assinados durante a  51ª Assembleia Geral da Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural  (Asbraer), que reuniu em Belo Horizonte, representantes do Governo Federal, ligados às questões de ATER, como o Ministério da Agricultura (Mapa), a Secretaria Especial da Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário, Incra e Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

O primeiro convênio é de prestação de serviço de Ater e gerencial a bovinocultura em municípios de Minas Gerais com recursos de R$ 816 mil. O convênio foi assinado com o Mapa.

O segundo convênio, também entre o Mapa e o Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, junto com a Emater-MG, é de difusão de tecnologias e boas práticas agropecuárias aplicadas à bovinocultura de corte e a implantação do centro de referência técnica e de pesquisa para a pecuária de corte. O aporte de recursos é da ordem se R$ 850 mil.

O terceiro convênio foi assinado entre a Secretaria de Agricultura de Minas Gerais, a Emater-MG, a Epamig e o IPA, de Pernambuco, para o desenvolvimento e execuções de ações que visem a adoção de tecnologias de agropecuárias adaptadas para o semiárido mineiro. Segundo o secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS, Caio Rocha, já foram fechados convênios entre o MDS e Emateres no valor de R$ 10 milhões e muitos outros estão em andamento.

Reunião da Asbraer

A Assembleia Geral Ordinária da Asbraer foi promovida nos dias 3 e 4 de novembro, em Belo Horizonte.  O evento reuniu representantes das 27 empresas de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) do país para debater os rumos da Ater no Brasil.

A Assembleia discutiu, por exemplo, a participação do governo federal no financiamento das entidades públicas de Ater. Outro tema abordado foi a importância da tecnologia para o desenvolvimento do setor.

"Alguns aspectos que considero importantes neste fórum foram a interlocução com o governo federal, levando nossa pauta com relação às parcerias, às agendas estratégicas que queremos implementar, além da troca de experiências entre as emateres e o governo e o alinhamento, no sentido de pensarmos o desenvolvimento rural brasileiro", afirmou o  presidente da Emater-MG, Glenio Martins


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink