Emater-PR e Embrapa promovem treinamento em boas práticas agrícolas

Agronegócio

Emater-PR e Embrapa promovem treinamento em boas práticas agrícolas

A solenidade de abertura do evento contará com a presença do secretário da Agricultura do Estado do Paraná
Por:
2978 acessos

A solenidade de abertura do evento contará com a presença do secretário da Agricultura do Estado do Paraná

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o Instituto Emater (PR) promovem, entre os dias 27 e 29 de setembro, na Embrapa Soja, um treinamento para assistência técnica sobre planejamento em boas práticas agrícolas para a safra 2016-2017. O evento irá reunir aproximadamente 100 lideranças rurais e profissionais da assistência técnica pública do Paraná. A programação técnica irá enfatizar temas e tecnologias que favorecem a adoção de boas práticas agrícolas no campo. "Pretendemos trazer informações qualificadas aos profissionais da assistência técnica para que eles auxiliem os produtores nas tomadas de decisão referentes ao manejo de pragas, doenças, plantas daninhas, entre outros temas relevantes", ressalta Nelson Harger, coordenador do projeto grãos do Instituto Emater. 

A solenidade de abertura do evento contará com a presença do secretário da Agricultura do Estado do Paraná, Norberto Ortigara; do oficial da Unidade de Coordenação de Projetos da ONU/FAO no Sul do Brasil, Carlos Biasi; do chefe-geral da Embrapa Soja José Renato Bouças Farias, do diretor técnico da Emater Paulo Hidalgo, entre outras autoridades.

Manejo de pragas 

Durante a abertura do evento, a ser realizada no dia 27, a partir das 8h30, está previsto o lançamento da publicação Resultados do Manejo Integrado de Pragas na Soja na safra 2015/16 no Paraná.  A publicação consolida os resultados obtidos em Unidades de Referência (UR), instaladas em 123 propriedades agrícolas do Paraná para se avaliar o impacto da utilização no Manejo Integrado de Pragas.

Pelo terceiro ano consecutivo, os agricultores do Paraná, assistidos pela parceria Emater/Embrapa e que vem adotando o MIP, estão conseguindo uma economia aproximada de 50% no uso de inseticidas. "Essas áreas foram acompanhadas pelos extensionistas da Emater semanalmente e, por isso, os produtores acabaram tomando as decisões com base em informação qualificada. Dessa forma, ele acertou melhor o momento da pulverização, reduzindo inclusive o número de aplicações", relata Nelson Harger, coordenador do projeto grão da Emater-PR.

O Manejo Integrado de Pragas é uma tecnologia de manejo que busca manter o ecossistema da soja o mais próximo possível do equilíbrio. Esse manejo colabora com a sustentabilidade da lavoura e a preservação do meio ambiente no longo prazo, evitando o uso abusivo de inseticidas. "O MIP promove o controle racional das pragas, por meio da associação de diferentes táticas como o uso de cultivares mais resistentes às pragas, de controle biológico, prioridade a agrotóxicos mais seletivos aos insetos benéficos e mais seguros ao homem e meio ambiente", diz o pesquisador da Embrapa Soja, Osmar Conte.

O MIP é um conjunto de tecnologias baseado na amostragem de pragas e monitoramento da lavoura para a tomada de decisão com relação ao controle de pragas. É uma ferramenta para favorecer a racionalização do uso de inseticidas com redução nos custos de produção. O número médio de aplicações de inseticidas nas Unidades de Referência que utilizaram o MIP no Paraná, na safra 2015/2016 foi de 2,1 aplicações, enquanto a média estadual foi de 4,5 entre os produtores que não utilizam a tecnologia. Isso mostra que a redução na aplicação de inseticidas foi superior a 55% nas áreas que adotam o MIP. "Mesmo nas áreas que utilizaram a tecnologia Bt e, que representam 40% da nossa amostra, a utilização do MIP conseguiu reduzir a aplicação de inseticidas", diz Harger. Enquanto que o número médio de aplicações em áreas comerciais que utilizam a tecnologia Bt no Paraná foi de 3,8 pulverizações; nas áreas Bt que utilizaram o MIP, esse número foi de 2,1 aplicações.

Também foi um indicador importante o tempo decorrido até a primeira intervenção com inseticidas para o controle de pragas. Enquanto que nas Unidades de Referência, a primeira aplicação de inseticidas foi, em média, aos 67 dias após a emergência da soja; nas áreas comerciais do Paraná a média da primeira aplicação foi aos 36 dias.

Se as estratégias de MIP fossem usadas em todo o Estado, oportunizaria ao agricultor uma economia no custo de produção para o controle de pragas da soja. "Baseando-se no trabalho que fizemos nas Unidades de Referência foi possível conseguir uma economia média de duas sacas de soja por hectare, comparando-se com o que tem sido praticado pelos agricultores no Paraná", revela Harger.

O lançamento da publicação Resultados do Manejo Integrado de Pragas na Soja na safra 2015/16 no Paraná é fruto de ações estabelecidas no âmbito da Campanha Plante seu Futuro, que tem em seu Comitê Gestor a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Paraná (Seab), Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Paraná, o sistema Ocepar, da Organização das Cooperativas do Paraná a Itaipu Binacional, o Instituto Agronômico do Paraná, Centrais de Abastecimento do Paraná (Ceasa),a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), a Federação da Agricultura do Estado do Paraná, o Emater e a Embrapa.

Serviço:

Evento: Treinamento e planejamento em boas práticas agrícolas e lançamento da publicação Resultados do Manejo Integrado de Pragas na Soja na safra 2015/16 no Paraná

Data: 27 a 29 de setembro

Horário: 8h30 às 17h

Local: Embrapa Soja (Londrina-PR)

Programação 

27/09 (Terça-Feira)

08:30 – 09:30  – Apresentação dos resultados de MIP nas UR's safra 2015/16

Dr. Fernando Teixeira - EMATER

09:30 – 10:30 –  Lançamento da publicação em MIP safra 2015/16

Dr. Norberto A. Ortigara – SEAB

Campanha Plante seu Futuro

10:30 – 10:50 – Intervalo café

10:50 – 11:40  – Manejo integrado de pragas na prática:

Eng. Agr. Luís Carlos de Castro - Produtor Rural

11:40 – 12:30  – Manejo integrado de pragas em grandes propriedades.

Eng. Agr. Richard Dijkstra (Fazenda Frank'Anna)

12:30 – 13:30  – Intervalo almoço                   

                     

13:30 – 15:10  – Depoimentos: Estratégias exitosas em MIP/boas práticas

Eng. Agr. Leandro Alegransi - SENAR

Extensionistas - EMATER

15:10 – 15:30 – Intervalo para o Café

15:30 – 17:00 – Tecnologia de Aplicação de Agrotóxicos

Dr. Fernando S. Adegas– EMBRAPA (01 h)

Dr. Nelson Harger – EMATER (30 min)

28/09 (Quarta-Feira)                                       

08:00 – 09:10 – Eficiência  dos fungicidas no controle da ferrugem

Dra. Cláudia Vieira Godoy – EMBRAPA

09:10 – 10:10 – Legislação sobre o manejo da ferrugem da soja no PR

Dra. Claudine Dinali Santos Seixas – EMBRAPA

10:10 – 10:30 – Intervalo para o Café

10:30 – 11:30 – Fisiologia das plantas de soja sob condições de déficit hídrico

Dr. Norman Neumaier – EMBRAPA

11:30 – 12:30 – Cenários climáticos para a primavera e verão

Dr. Nelson Harger – EMATER

13:30 – 14:30 – Palestra: Levantamento e Uso de Tecnologias no Trigo

Dra. Cláudia de Mori – Embrapa

14:30 – 15:30 – Controle Químico de Pragas

Dr. Samuel Roggia – EMBRAPA

15:30 – 15:50 – Intervalo para o Café

15:50 – 17:00 – Boas práticas no uso de inoculantes na soja com ênfase em reinoculação

Dr. Marco Antônio Nogueira - EMBRAPA

29/09 (Quinta-Feira)                                                     

08:00 – 09:00 h - Pesquisa em Conservação do Solo e Hidrossedimentologia

Dr. Dinis Deuschle - UFSM

09:00 h – 10:00 -  Espaçamento e Dimensionamento de Terraços no Sistema de Plantio Direto

Dr. Julio Franchini - EMBRAPA

10:00 – 10:30 - Intervalo para o Café

10:30 – 10:50 -  Desafios técnicos e estratégia de difusão do consórcio milho segunda safra x brachiaria

 Eng. Agr. Ildefonso Haas - EMATER

10:50 - 11:10 - Manejo do solo para altas produtividades –

 Eng. Agr. Adalberto Telesca Barbosa - EMATER

11:10 - 11:50 - Avaliação e desafios do consórcio milho segunda safra x brachiaria

Dr. Ivan Bordin– IAPAR  

11:50 – 12:30 – Encaminhamentos dos trabalhos

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink