Agronegócio

Emater/RS-Ascar e Embrapa realizam Dia de Campo sobre Forrageiras de Inverno na Festa Dela Colônia

Na última sexta-feira (15/07), teve início a Festa Dela Colônia 2016, em Fagundes Varela, com programação que se estende até o próximo domingo.
Por:
468 acessos

Na última sexta-feira (15/07), teve início a Festa Dela Colônia 2016, em Fagundes Varela, com programação que se estende até o próximo domingo (24/07), com o objetivo de homenagear os colonos, agricultores e motoristas, além de promover o resgate de valores e da cultura italiana.

Marcando o início da festa, foi promovido um Dia de Campo sobre Forrageiras de Inverno, que aconteceu na sexta-feira, na propriedade do agricultor José Binda. A atividade foi promovida através de uma parceria entre Emater/RS-Ascar e Embrapa Clima Temperado, além da Secretaria de Agropecuária de Fagundes Varela, e contou com a participação de mais de 60 pessoas do município e também de São Valentim do Sul, Vista Alegre do Prata, Serafina Corrêa, Cotiporã e Veranópolis.

Conforme o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Leandro Ebert, no mês abril foram implantadas no local parcelas demonstrativas com mais de dez opções de forrageiras que podem ser usadas no inverno na região. O objetivo, segundo ele, foi de proporcionar aos bovinocultores a oportunidade de conhecer essas pastagens e de obter informações técnicas sobre as características delas para o planejamento forrageiro na propriedade. 

No evento, os participantes puderam conferir três estações: na primeira, Ebert recebeu os visitantes e abordou o dimensionamento das áreas de pastagens para alimentar o rebanho de cada propriedade. De acordo com o agrônomo, é fundamental que o bovinocultor dimensione a oferta de forragem verde na propriedade para suprir a necessidade de consumo dos animais. Para isso, mediu, com um quadro de 1mx1m, a oferta de forragem por área de uma das pastagens implantadas na unidade demonstrativa. ?Com esse método, é possível calcular a área necessária por animal, além do tamanho e o número de piquetes para suprir a necessidade de consumo do rebanho? ressalta.

Na segunda estação, o consultor técnico Joel Graciolla, também parceiro na realização do Dia de Campo, apresentou as características e o manejo de diversas forrageiras implantadas na unidade demonstrativa, como aveia preta e ucraniana, diversos tipos de azevém, cornichão, trevo branco, vesiculoso e persa, ervilhaca e centeio forrageiros, além de consórcios entre leguminosas e gramíneas, apresentando as vantagens desse sistema.

Para finalizar, na terceira estação, o engenheiro agrícola e analista da Embrapa Clima Temperado, Sérgio Elmar Bender, falou sobre a importância do planejamento forrageiro, mostrando como o produtor pode se planejar para que tenha forragem na propriedade o ano inteiro. Para isso, Bender apresentou o Capim Elefante Anão BRS Kurumi, que, embora sendo uma forrageira de verão, também é importante para suprir os vazios forrageiros durante o ano. ?Com a demonstração das forrageiras, os produtores perceberam que é possível produzir leite a base de pasto o ano inteiro, e que a silagem, o feno e a ração devem ser complementos para melhorar a produtividade e não a principal opção de alimentação do gado leiteiro?, concluiu o analista.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink